Pré-conferências da Saúde da Mulher da Cidade de São Paulo no sábado 8/4

Abertura da Pré-Conferência do Centro preparatória da 2ª Conferência Municipal de Saúde da Mulher, que será no final de abril de 2017. Foto:jornal3idade.com.br
Abertura da Pré-Conferência do Centro preparatória da 2ª Conferência Municipal de Saúde da Mulher, que será no final de abril de 2017. Foto:jornal3idade.com.br

As idosas precisam participar das pré-conferências da Saúde da Mulher da Cidade de São Paulo que começaram a se realizar no último sábado e que terão os últimos encontros no próximo sábado, dia 8 de abril.

Nesses encontros estão sendo levantadas as principais questões das mulheres da Capital, por região, para serem levadas para a 2ª Conferência Municipal de Saúde das Mulheres, marcada para se realizar no Auditório Elis Regina, no Anhembi, de 28 a 30 de abril de 2017, com 800 participantes.

O Jornal da 3ª Idade acompanhou a Pré-conferência do Centro, que por apenas três votos deixou de eleger uma delegada, ficando sem representação. Como o critério de escolha não obedeceu a escolha por segmentos, quem tem mais pessoas presentes para votar consegue eleger suas delegadas.

 O tema das Pré-conferência é o mesmo que orientará as discussões na conferência municipal geral: Saúde das Mulheres: Desafios para a Integralidade com Equidade”.

Porque Equidade?

A Equidade é um dos princípios doutrinários do Sistema Único de Saúde (SUS) e tem relação direta com os conceitos de igualdade e de justiça. Ele significa que o atendimento aos indivíduos de acordo com suas necessidades, oferecendo mais a quem mais precisa e menos a quem requer menos cuidados.

Meninos no caixoteUm dos exemplos clássicos dessa discussão é a imagem dos garotos que estão assistindo uma partida de futebol do muro. Um é mais alto, o outro mediano e um terceiro baixinho. Se for dado um caixote para cada um você estará praticando igualdade de atendimento, mas não Equidade, porque as necessidades são diferentes. (olhe a imagem).

Sem representação de idosas não haverá Equidade

O envelhecimento da população da cidade de São Paulo é um tema transversal nas políticas públicas, que se torna mais crítico na Saúde.

A cidade de São Paulo, segundo a População Residente em 1º de julho de 2017, da Fundação Seade, terá 11.696.088 habitantes. Desses 14,33 serão de idosos, com 1.676.101 habitantes. Entre todos os idosos 998.305 serão mulheres.

Os oito distritos da Região Sé terão na projeção para 1º de julho de 2017 um total de 51.688 idosas – Bela Vista (8.430), Bom Retiro (3.206), Cambuci (4.461), Consolação (8.603), Liberdade (8.605), República (6.072), Santa Cecília (10.730), Sé (1.581).

Elas não terão delegada na 2ª Conferência Municipal de Saúde.

Próximas Pré-conferências

f4642116-7cab-4ae3-8a75-e54ff73cc52e