Repórter Esportivo mais velho em atuação homenageado nos 80 anos do Sindicato

Presidente do Sindicato dos Jornalistas de SP, Paulo Zocchi lendo a placa do Guinnes Book, de Nicollini o jornalista espoetivo mais velho em exercício na profissaão. Foto: jornal3idade.com.br

Presidente do Sindicato dos Jornalistas de SP, Paulo Zocchi lendo a placa do Guinnes Book, de Nicollini o jornalista espoetivo mais velho em exercício na profissaão. Foto: jornal3idade.com.br

O mais velho repórter de esporte em exercício no Brasil, Henrique Nicollini, com 91 anos, apresentou ontem na cerimônia que comemorou os 80 anos da Fundação do Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo um quadro com o atestado que ganhou do Livro dos Recordes Guiness Book.

O atual presidente do Sindicato dos Jornalistas de SP, Paulo Zocchi leu o texto do documento internacional que atesta que Nicollini – como é tratado pelos colegas- é o jornalista que trabalhou por mais tempo consecutivo, na mesma empresa, cobrindo esporte, em todo o mundo.

Paulistano do bairro da Mooca, onde nasceu em 1926 Nicollini é um dos pioneiros na cobertura jornalística de vários esportes, principalmente os náuticos que marcaram o aparecimento dos Clubes que no começo dos anos 40 nasceram às margens do Rio Tietê. É de sua autoria o livro “Tietê, o Rio do Esporte”, lançado em 2001.

Jornalista Rose Nogueira, falou da trajetória das mulheres que tiveram dificuldades para entrar na profissão e hoje representam 62% da categoria, em todo o páis. Foto: jornal3idade.com.br

Jornalista Rose Nogueira, falou da trajetória das mulheres que tiveram dificuldades para entrar na profissão e hoje representam 62% de todos os profissionais da  categoria, em todo o país. Foto: jornal3idade.com.br

Ele cobriu até hoje, 25 corridas de São Silvestre e é o funcionário mais antigo da Fundação Casper Líbero, aonde trabalha há mais de 68 anos.

Ato pelos 80 anos do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo

Com um ato reunindo vários dos jornalistas que participaram dos seus 80 anos de fundação, o Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo começou na noite de ontem a comemorar suas oito décadas de existência.

Uma série de atividades comemorativas estão programadas para os próximos dias, algumas no auditório Vladimir Herzog, na sede do SJSP, na Rua Rego Freitas nº 530, sobreloja, no centro paulistano.

Amanhã, quarta-feira, 19 de abril, “A ética profissional na mídia brasileira” e o tema de uma palestra com a participação do jornalista e professor Fábio Venturini e do advogado Antonio Funari Filho, com a mediação de Franklin Valverde, jornalista, professor e coordenador da Comissão de Ética do SJSP

Quinta-feira, 20 de abril o “Sindicato dos Jornalistas – 1937 a 2017 na visão dos próprios jornalistas” é tema de debate com diversos jornalistas e ex-presidentes da entidade compartilham seus relatos a respeito das oito décadas do SJSP. O evento é realizado em parceria com a Associação dos Jornalistas Veteranos no Estado de São Paulo (Ajovesp).

No dia 25 de abril, terça-feira, às 19h30, o Cineclube Vladimir Herzog tem sessão especial gratuita com a exibição do documentário “Mercado de notícias” (2014), com roteiro e direção de Jorge Furtado.

Em 27 de abril, quinta-feira, às 19h, ocorre uma homenagem aos 80 anos do Sindicato e ao Dia do Jornalista, comemorado anualmente em 7 de abril, com sessão solene no Salão Nobre da Câmara Municipal de São Paulo, no Viaduto Jacareí nº 100, centro paulistano.

clique para ampliar a imagem