Irmãs da Santa Cruz construíram um moderno residencial para idosos

Crianças do Colégio Santa Maria, da própria instituição, se apresentando na festa junina dos idosos, no Residencial Santa Cruz. Foto de Dimig Alessandra
Crianças do Colégio Santa Maria, da própria instituição, se apresentando na festa junina dos idosos, no Residencial Santa Cruz. Foto: reprodução

Nada é igual a casa da gente! Não há quem discorde disso. O que muda com o tempo, como tantas outras particularidades, é saber que tipo de casa a gente precisa para atender as nossas necessidades de conforto e bem-estar.

Com o passar dos anos vamos nos adaptando as roupas mais folgadas, sapatos mais largos, um ritmo menos estressado de lidar com o dia a dia, damos mais valor ao afeto das pessoas próximas, a convivência da família e a importância de manter contato com as amizades.

Por que não repensar qual o melhor modelo para morarmos?

Vista da sala de visitas, no segundo andar do Residencial Santa Cruz. Foto: reprodução
Vista da sala de visitas, no segundo andar do Residencial Santa Cruz. Foto: reprodução

Todos nós, com o acumular da idade, vamos precisar de colaboração de outras pessoas em níveis diferentes. Se ganhamos a vantagem de viver mais e temos opção de escolher uma moradia que nos proporcione tranquilidade sem isolamento, qualidade de alimentação, atendimento médico 24 horas, num lugar bonito e confortável, temos que procurar conhecer.

O Jornal da 3ª Idade foi conhecer o Residencial Santa Cruz, inaugurando há sete meses, num lugar muito especial no Jardim Marajoara, na Zona Sul da capital, em São Paulo. A conversa com a equipe responsável por manter esse empreendimento, com excelente padrão de qualidade de instalações e atendimento, impressionou.

No site oficial do Residencial Santa Cruz é possível fazer uma visita virtual, mas se você tem necessidade de escolher um lugar diferenciado para a residência de um idoso da família, vale a pena agendar uma visita no local.

Residencial– O Residencial Santa Cruz é uma moradia para pessoas com mais de 60 anos. A definição que o texto oficial de apresentação faz de ser ” erguido em meio a um verdadeiro oásis, cercado por 50 mil metros quadrados de Mata Atlântica” realmente corresponde a sensação de quem passeia pelos seus jardins.

Vista aérea do residencial Santa Cruz. Foto: reprodução
Vista aérea do residencial Santa Cruz. Foto: reprodução

O prédio tem uma edificação moderna, que oferece 72 leitos, de tamanhos diferentes. Todos são suítes e alguns oferecem instalações de curta permanência (de dois a 30 dias) ou por um tempo mais longo. É possível a moradia de casais. Embora seja de propriedade de uma instituição católica, o empreendimento não tem restrições a qualquer profissão de fé.

O projeto inclui capela, restaurante, biblioteca, jardins, espaço para arte-terapia, espaços de convivência em todos os andares, cafeteria, piscina aquecida, espaço de cuidados pessoais (serviços de cabeleireiro, barbearia, manicure e podologia). E tem uma sala de cinema.

No dia da visita do Jornal da 3ª Idade algumas idosas assistiam a um filme antigo de Roberto Carlos, enquanto esperavam outros chegarem para a sessão especial.

Tradição – O Instituto das Irmãs Santa Cruz que construíram o Residencial tem uma tradição de respeito junto as famílias da Zona Sul, pelo trabalho educacional que mantém desde 1945, quando três freiras da ordem chegaram pela primeira vez no Brasil. Desde então desenvolveram um forte trabalho na área educacional, mantendo também três escolas que vão do maternal ao ensino médio. As escolas propiciam um intercâmbio das crianças e jovens com os idosos nas festas e confraternizações, o que é importante no convívio intergeracional.

A ideia de construir o Residencial nasceu da necessidade de abrigar as freiras mais idosas que aos poucos iam se aposentando do trabalho do dia a dia. Estudando as exigências legais para a construção e dispondo de uma área diferenciada, resolveram criar algo maior, que atendesse a muito mais pessoas.

Pessoa Moradora– Para se instalar no Residencial Santa Cruz a pessoa idosa tem que passar antes por avaliação médica, já que para serem aceitos precisam ter condições de atividades de vida diária. O que os profissionais da saúde tratam como grau de dependência I e II. Entre os serviços oferecidos, incluídos na mensalidade, estão orientação e acompanhamento médico (geriatra), enfermagem 24 horas, cuidadores, seis refeições diárias, acompanhamento nutricional, arrumação e limpeza dos quartos, roupas de cama e banho, atividades físicas e atividades internas de lazer. Não são permitidos cuidadores particulares.

 Aproximação com a Família- Existe uma predisposição de trabalhar constantemente a comunicação com a família da pessoa moradora, para manter fortalecido os vínculos. Por isso, as visitas são permitidas a qualquer dia e horário, sem necessidade de agendamento prévio.

Dados técnicos apresentados pelo Residencial Santa Cruz

Quartos: suítes tipo 1 (18,52m₂), suítes tipo 2 (27,68m₂), suítes tipo 3 (32,44m₂), suítes duplas (32,44m₂) e suítes triplas (35,94m₂) totalizando 72 leitos;

Área de uso: restaurante, capela, jardim externo, biblioteca, espaço convivência, cafeteria, piscina aquecida, espaço de cuidados pessoais, cinema e estacionamento coberto.

Serviços incluídos na mensalidade: orientação e acompanhamento médico e psicológico, enfermagem 24h, cuidadores, refeições diárias, acompanhamento nutricional, arrumação e limpeza dos quartos, roupas de cama e banho, atividades físicas com fisioterapeuta, atividades internas e de lazer, eventos com a família.

Serviços que podem ser agregados: hidroterapia, salão de beleza, atividades de lazer externas, correios, lavanderia para roupas de uso pessoal, serviços de remoção, tratamento psicológico, terapia ocupacional, fonoaudiologia, dieta enteral.

Mensalidades: R$ 7.800 (suíte dupla); R$ 9.690 (suíte tipo 1); R$ 11.400 (suíte tipo 2); R$ 12.500 (suíte tipo 3); R$ 15.600 (suíte dupla)

Endereço: Rua Antonio Furlan Júnior, 15 – telefone (11) 4564-2050

www.rsantacruz.com.br