Ceará levará ao Congresso Nacional do Ministério Público tese sobre idosos

Promotor de Justiça da 17ª Promotoria de Justiça Cível de Fortaleza, Alexandre de Oliveira Alcântara. Foto: MPCE
Promotor de Justiça da 17ª Promotoria de Justiça Cível de Fortaleza, Alexandre de Oliveira Alcântara. Foto: MPCE

Com o tema Três décadas da Constituição Federal de 1988: os novos desafios do Ministério Público, a Conamp – Associação Nacional dos Membros do Ministério Público e a AMMP – Associação Mineira do Ministério Público realizam, nos dias 27 a 29 de setembro de 2017, em Belo Horizonte, Minas Gerais, o XXII Congresso Nacional do Ministério Público.

O evento vai reunir representantes do MP de todos os estados da federação e promover a discussão de temas relevantes para o aprimoramento da atuação da classe em todo o país.

Serão apresentadas 99 teses de todos os segmentos de atuação do MP.

De todos os trabalhos, somente a tese do Promotor de Justiça, da 17ª Promotoria de Justiça Cível de Fortaleza, no Ceará, Alexandre de Oliveira Alcântara discutirá a efetivação de direitos da pessoa idosa, com o tema A urgente e necessária atuação garantia do Ministério Público Brasileiro para a efetivação de políticas públicas de cuidados para a pessoa idosa dependente.