Rede Solidária em Envelhecimento da PPI comemorou o Dia do Idoso 2017

Comemoração do ia do Idoso da Rede Solidaria do Envelhecimento da Pastoral da Pessoa Idosa. Foto: jornal3idade.com.br
Comemoração do Dia do Idoso em evento da Rede Solidaria do Envelhecimento da Pastoral da Pessoa Idosadade.com.br

A importância do trabalho voluntário para quem faz e para quem recebe. A generosidade de quem se doa nos cuidados com os outros. A necessidade de aprender e se informar para ajudar as pessoas idosas a terem acesso aos serviços públicos. Como o Ministério Público e órgãos governamentais podem ser usados para ajudar a população idosa. Como o exercício do trabalho voluntário pode contribuir para a busca da sua realização pessoal.

Esses foram os temas abordados pelos palestrantes que estiveram no encontro da Rede Solidaria em Envelhecimento da Pastoral da Pessoa Idosa, da Arquidiocese de São Paulo, que na última quarta-feira marcou o evento comemorativo ao Dia do Idoso.

A presidente da Comissão da Pessoa Idosa da OAB-SP e membro da Comissão Nacional do Idoso da OAB-Ordem dos Advogados do Brasil, Adriana Maria de Fávari Viel, falou sobre Perspectivas para a Pessoa Idosa- Um olhar positivo.

O promotor de Justiça de Direitos Humanos, da Área do Idoso do Ministério Público do Estado de São Paulo, Delton Esteves Pastore, falou sobre Pessoa Idosa em Situação de Risco e Ministério Público.

A advogada Elaine Cristina Muzy Volpini, falou sobre Cooach de Vida e Carreira.

A abertura foi feita pela coordenadora da Pastoral da Pessoa Idosa da Arquidiocese de São Paulo, a advogada Conceição Aparecida de Carvalho. Ela fez uma rápida retrospectiva dos encontros realizados pela Rede Solidaria e falou do quanto ela está colaborando para ampliar os trabalhos da PPI na cidade de São Paulo.

A mensagem espiritual foi feita pela coordenadora da Pastoral da Pessoa Idosa, da Paróquia de São João Clímaco, Eunice Alves Lopes, que lembrou a todos que a generosidade é uma das mais importantes virtudes do ser humano. Falou do quanto é necessário as pessoas se despirem de sentimentos de inveja e disputas pessoas para realizarem verdadeiramente um trabalho voluntário que deve ser feito essencialmente em equipe e com espirito solidário.