PNAD 2016: população idosa cresce 16,0% frente a 2012 e chega a 29,6 milhões

Reprodução IBGE

Entre 2012 e 2016, a população com 60 anos ou mais de idade cresceu 16,0% no Brasil e chegou a 29,6 milhões de pessoas. Já a parcela de crianças com até 9 anos de idade na população caiu de 14,1% para 12,9% no período.

Esses números são resultados da PNAD 2016- Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios- divulgada ontem pelo IBGE- Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística que aponta também que o Brasil em 2016 somou uma população residente estimada em 205,5 milhões de pessoas, sendo 42% delas morando na Região Sudeste.

As regiões Norte e Nordeste apresentavam, em 2016, as maiores concentrações populacionais nos grupos de idade mais jovens. Na primeira, 36,7% das pessoas tinham menos de 20 anos de idade e, na segunda, 31,5% das pessoas estavam nesse grupo. Ainda observando a região Norte, 18,2% da população tinha 50 anos ou mais de idade, ao passo que 29,1% da população do Sul e 28,9% da região Sudeste estavam nesse grupo de idade.

De 2012 para 2016, percentual da população que se declarava branca diminuiu de 46,6% para 44,2%

A população declarada como branca, em 2016, era de 90,9 milhões de pessoas e registrou redução de 1,8% quando comparada com 2012. Em contrapartida, as populações preta (16,8 milhões) e parda (95,9 milhões) cresceram neste período, 14,9% e 6,6%, respectivamente.

Em 2016, a população branca representava 44,2% da população residente, ao passo que 8,2% se declarou preta e 46,7%, parda. Em 2012, os que se declaravam brancos eram 46,6% contra 45,3% de pardos e 7,4% de pretos.

Em 2016, 76,8% da população da região Sul se declarou branca, 18,7% parda e apenas 3,8% preta. Por outro lado, na região Norte, 72,3% da população se declarou parda, 19,5% branca e 7,0% preta. Na região com a maior proporção da população residente, a Sudeste, 52,2% da população se declarou branca, 37,6% parda e 9,0% preta.