Alunos de Odontogeriatria de Mato Grosso vão ao Lar S.Vicente de Paula dia 19/3

Atividade com idosos pelos alunos da Odontogeriatria do Univag- Centro Universitário de Várzea Grande. Foto: divulgação

Os idosos do Lar São Vicente de Paula, em Várzea Grande, cidade da região metropolitana de Cuiabá, capital do Mato Grosso, vão ganhar na manhã da próxima segunda-feira, 19 de março, uma manhã repleta de atividades lúdicas e pedagógicas.

Dra. Noemi Pereira de Oliveira, Mestre em Saúde Coletiva pela Universidade Federal de Mato Grosso e Especialista em Endodontia e Dentística (Estética), coordenadora das clínicas e práticas Odontológicas do curso de odontologia do UNIVAG, e professora das disciplinas Epidemiologia, Estágio supervisionado e Odontologia Geriátrica.

Quem vai promover esse evento para os 62 idosos são os alunos do 8° semestre do curso de Odontologia do Univag- Centro Universitário de Várzea Grande, capitaneados pela professora Noemi de Oliveira.

A ação solidária faz parte da disciplina odontologia-geriátrica que tem como objetivo promover saúde bucal e prevenção específica, além de animação sociocultural aos idosos através de atividades com expressão artística, pintura em tecido, biscuit, letras pontilhadas, recortes, desenhos, bailes, apresentações de danças, jogos, horta entre outras.

Esta ação faz parte da disciplina estágio multiprofissional – extramuro geriatria, que agrega conhecimento aos acadêmicos com um olhar holístico da pessoa idosa, visando não apenas a saúde bucal adequada, mas também a promoção da saúde e melhora da qualidade de vida dos idosos residentes do Lar São Vicente de Paulo, destaca a professora responsável pela turma.

Para saber mais desse trabalho, o Jornal da 3ª Idade conversou com a Dra. Noemi Pereira de Oliveira, que é Mestre em Saúde Coletiva pela Universidade Federal de Mato Grosso e Especialista em Endodontia e Dentística (Estética). Ela também é coordenadora das clínicas e práticas Odontológicas do Curso de Odontologia do UNIVAG, e professora das disciplinas Epidemiologia, Estágio supervisionado e Odontologia Geriátrica.

Jornal da 3a Idade– Desde quando a UNIVAG tem o curso de odontologia geriátrica? Ele vem sendo muito procurado?

Professora Noemi Pereira de Oliveira – A faculdade de odontologia do UNIVAG, tem no seu currículo a disciplina de Odontologia Geriátrica, desde de 2012. É uma especialidade bastante recente na Odontologia. A Odontogeriatria surgiu como especialidade somente em 2001, aprovada na II Assembleia Nacional das Especialidades Odontológicas (ANEO). O Curso de Odontologia do Univag tem sido muito procurado por alunos de Várzea Grande, da Capital Cuiabá, muitos alunos dos munícipios do interior de Mato Grosso, e também dos Estados vizinhos, como de Goiás, Rondônia.

Jornal da 3a Idade– Como os alunos desenvolvem essa ação que chamam de extramuros? Somente alunos da Odontologia participam?

Professora Noemi Pereira de Oliveira – Durante o curso de graduação de odontologia os alunos têm contato com idosos a partir do 6º semestre, período em que é ofertada a disciplina odontologia geriátrica, nesta disciplina estudam os fenômenos decorrentes do envelhecimento que também têm repercussão na boca e suas estruturas associadas, promoção da saúde, diagnóstico, prevenção e o tratamento de enfermidades bucais, ou seja, foco no atendimento clínico do paciente idoso.

No último semestre do curso (8º semestre) é ofertado o estágio multiprofissional extramuro Geriatria, neste estágio o enfoque é mais voltado para o sociocultural, qualidade de vida, uma visão holística do idoso.

Os alunos desenvolvem ações de promoção e prevenção específica para as principais doenças que acometem a cavidade bucal, como cárie, doenças gengivais, periodontais, prevenção ao câncer de boca, mas além das atividades específicas da odontologia, os alunos através da criatividade e habilidade, desenvolvem trabalhos pedagógicos, culturais com os idosos, desde jogos como dominó gigante, jogos da memória, estes jogos são feitos com figuras relacionados a odontologia, pinturas em papel, pontilhados, pinturas em tecidos.

Os alunos pintam unhas, fazem penteados nos cabelos dos idosos, maquiagem como se fosse um salão de beleza, conversam com idosos, fazem caminhadas com os idosos cadeirantes, ajudam a plantar hortaliças, na horta do lar, que fica sob a responsabilidade os Sr. Eduardo, idoso residente do lar, dentro outras atividades.

As atividades da disciplina podem ser realizadas em centros de convivência ou em instituições para idosos, este semestre (20188/1) estamos atuando no Lar São Vicente de Paulo, onde residem 62 idosos.

Por enquanto são só alunos do curso de odontologia que participam destas ações, mas sempre contamos com a colaboração de artistas locais, cantores, dançarinos, músicos, cabeleireiros, dentre outros, nesta segunda-feira (19/03/18) vamos ser presenteados com a apresentação da banda da Polícia Militar de Mato Grosso.

Jornal da 3a Idade– Como tem sido a recepção dos idosos?

Professora Noemi Pereira de Oliveira – Os idosos do Lar São Vicente de Paulo, nos recebe sempre muito bem, realizamos atividades no lar desde quando a disciplina foi criada em 2012. São muito receptivos, adoram os bailes que realizamos, gostam das conversar, dos jogos, mas claro que os idosos que ainda tem certa cognição conseguem ser mais expressivos, mas uma grande porcentagem tem cognição comprometida, nestes casos os alunos trabalham individualmente até que os idosos consigam socializar-se.

Quando as atividades são realizadas em centro de convivência (CCI) a interação sempre muito mais dinâmica, até porque a maioria são idosos independentes.

Meu objetivo como professora da disciplina estágio multiprofissional – extramuro geriatria, é mostrar para os meus alunos a realidade vivida pelos idosos, contribuir na sua formação profissional, com uma visão que a odontologia pode ser muito mais que diagnóstico e tratamento, mas sim uma profissão com visão mais ampla de saúde, e desta maneira atender essa população de uma maneira holística, com muito respeito, cuidado, zelo e dedicação.