Kit autoteste de HIV pela saliva quer chamar atenção das pessoas idosas

O farmacêutico Vinicius Pereira, responsável pela empresa e pelo desenvolvimento do kit

Um dos destaques da 14ª Abradilan Conexão Farma realizada de 20 a 22 de março, em São Paulo, foi o Autoteste HIV Detect Oral, um kit descartável, que pode ser comprado em farmácias ou por telefone, como qualquer outro medicamento, e faz o diagnóstico do vírus da aids a partir da saliva. Ele fornece resultado em 20 minutos, como se fosse um daqueles teste de gravidez.

Fabricado pela mineira pela ECO Diagnóstica o kit chegou ao mercado no ano passado, mas somente agora começa a entrar nas grandes redes de farmácia do país.

O farmacêutico Vinicius Pereira, responsável pela empresa e pelo desenvolvimento do kit defende que a adoção desse método rápido vai favorecer as pessoas idosas, pois elas estão no segmento crescente da doença. Segundo o Ministério da Saúde cresce no Brasil o número de idosos infectados pelo HIV.

Esse teste, diferente do tradicional que coleta sangue, usa a saliva das pessoas. O resultado positivo só vai aparecer nas pessoas infectadas pelo vírus, pois elas apresentam anticorpos na saliva que reagem a química colocada no Kit. Vale lembrar que o vírus do HIV não está presente na saliva e que ela não tem capacidade de transmitir o vírus

O Jornal da 3ª Idade conversou com o farmacêutico, durante a Abradilan, para saber mais desse produto.

Jornal da 3ª Idade – O que é esse auto teste para HIV?

Vinicius Pereira – É um teste para detecção dos anticorpos do vírus HIV

Jornal da 3ª Idade – Qual a diferença do teste tradicional?

Vinicius Pereira – No teste tradicional é utilizado sangue na coleta das amostras. A pessoa tem que ir ao laboratório, coletar amostras de sangue e esperar de 3 a 5 dias. Com esse o teste é feito pela saliva e o resultado sai em 20 minutos.

Jornal da 3ª Idade – Esse teste pode ser vendido em qualquer lugar?

Vinicius Pereira – A ANVISA liberou inicialmente para farmácias, mas pode ser levado para qualquer estabelecimento, em qualquer lugar, porque o kit vai completo, não precisa de nenhum equipamento.

Jornal da 3ª Idade– Esse teste já está no mercado a disposição dos consumidores?

Vinicius Pereira – Ele está sendo trabalhado desde dezembro e entra no mercado a partir de abril.

Jornal da 3ª Idade– Quais farmácias estão disponibilizando esse teste?

Vinicius Pereira – A rede Araujo, que é a maior de Minas Gerais já comercializa. Em São Paulo estamos em negociação com a Drogasil e a Drogaria São Paulo. Nas grandes redes está praticamente sendo trabalhado.

Jornal da 3ª Idade– Nos releases de divulgação da feira o chamado estava destacando o público idoso. Por que especificamente esse segmento?

Vinicius Pereira – O Ministério da Saúde aponta que existe um crescimento de sífilis e HIV no público idoso. A medicina aumentou criou remédios para aumentar o apetite sexual dos idosos, mas esse público não tem uma cultura de preservação, pois vem de um tempo em que isso não era discutido, não era uma questão de educação. Estima-se que 30% das pessoas soro positivo nunca fizeram o teste, algumas porque não sabem que podem ser portadoras e outras por diferentes problemas que a impedem. Os idosos estão nesse grupo.

Jornal da 3ª Idade– A facilidade pode ajudar os idosos que querem fazer o teste?

Vinicius Pereira –  Sem dúvida e pode quebrar a inibição. O idoso não precisa ir ao laboratório, pode mandar uma outra pessoa comprar, pode comprar por telefone como qualquer outro remédio. E a pessoa faz em casa sozinho. É como aqueles testes de gravidez que todo mundo conhece. Temos no nosso site um filme que ensina o passo a passo e temos um 0800 que serve para tirar dúvidas.

Jornal da 3ª Idade Pode- se afirmar que esse teste sirva como um alerta e que no caso de dar positivo a pessoa deve correr para fazer um outro exame?

Vinicius Pereira – Esse é um teste de triagem, o mesmo utilizado pelos demais laboratórios. Existe um protocolo no Ministério da Saúde que determina a necessidade de ser fazer dois testes para ter certeza que a pessoa é portadora do HIV. Esse teste feito em caso é um dos testes.