Australiana de 102 anos por campanha torna-se mais velha paraquedista do mundo

Irene O'Shea e seu instrutor, Jed Smith, após o salto — Foto: Reprodução/Facebook/SA Skydiving
Irene O’Shea e seu instrutor, Jed Smith, após o salto — Foto: Reprodução/Facebook/SA Skydiving

A australiana Irene O’Shea de 102 anos saltou no último sábado de paraquedas, repetindo uma ação que vem fazendo nos aniversários, desde que completou seu centenario.

Com a ajuda da empresa SA Skydiving ela faz todo ano, sempre acompanhada pelo mesmo instrutor, o paramédico Jed Smith, uma campanha em prol de Associação de Doenças Neuromotoras (a Motor Neurone Disease Association of South Australia) que amparou sua filha que morreu da doença há alguns anos.

Irene completou seu primeiro salto de pára-quedas com a equipe da SA Skydiving por seu 100º aniversário em 2016. A equipe da SA Skydiving achou que essa foi uma conquista incrível e ela foi uma alegria absoluta ter na zona de lançamento. Ela então retornou ao SA Skydiving em 2017, em um evento maior de arrecadação de fundos com a MNDSA, desta vez para se tornar a mais velha skydiver do mundo. O skydive transcorreu tranquilamente e ela se colocou nos livros de recordes e preparou o palco para que 2018 fosse melhor.

Em um vídeo divulgado pela empresa que realizou o salto (assista abaixo), é possível ver a idosa sorridente entrando no avião, com a ajuda de uma bengala, e recebendo um pouco de oxigênio a bordo. Depois, ela e o instrutor aparecem voando a mais de 200 km/h antes de fazer um pouso suave.

Após a chegada, ela foi recebida e parabenizada por diversos netos e bisnetos que a esperavam no solo.

O recorde anterior de pessoa mais velha a saltar de paraquedas era de Bryson William Verdun Hayes, um veterano do Dia D da II Guerra Mundial, que saltou em maio de 2017, quando tinha 101 anos e 38 dias, segundo a Press Association.

Video dela pulando