Nota de Esclarecimento sobre estado de saúde de Olga Quiroga do GARMIC

Olga Luiza Quiroga, líder do Grupo de Articulação pró Moradia do Idoso.
Olga Luiza Quiroga, líder do GARMIC.  Foto: jornal3idade.com.br

Em função de uma série de informações desencontradas que circulam pelas redes sociais e atendendo as dezenas de e-mail recebidos, perguntando sobre o estado de saúde de Olga Quiroga, coordenadora do GARMIC- Grupo de Articulação para Moradia do Idoso na Capital em São Paulo, o Jornal da 3ª Idade informa que:

  • Dona Olga, como todos a tratam está viva (graças!) internada na UTI da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo;

  • Médicos que estiveram com ela, no final da manhã de hoje, contaram- extraoficialmente- que ela está consciente, lúcida, sorrindo e reconhecendo as pessoas;

  • Hoje a tarde ela vai passar por um exame de tomografia e somente depois dele é que a equipe médica, que oficialmente a acompanha, vai se posicionar, esclarecendo se foi realmente um AVC e se foram deixadas sequelas.

Mesmo as pessoas que não comungam da sua ideologia, reconhecem em Olga Quiroga uma mulher guerreira que é uma das mais importantes líderes do país, na defesa dos direitos da pessoa idosa.

Olga Quiroga é chilena, tem 82 anos de idade e 58 anos como moradora de São Paulo. Nunca se naturalizou e costuma dizer que é uma cidadã do mundo e que seu coração mistura as cores de várias bandeiras.  Ela nasceu na cidade de Los Andes, um município a 72 quilômetros da Cordilheira dos Andes, na região de Valparaíso, que hoje tem pouco mais que 62 mil habitantes. Veio para São Paulo no começo dos anos 60, quando a cidade tinha ainda mais problemas para os pobres e quando passou a ser militante da igreja católica, nas CEB- Comunidades Eclesiais de Base e nunca mais parou.