Bloco dos Idosos do Pholia na Luz desfilou na Capital comemorando 25 anos

Desfile do Bloco dos Idoso no desfile do Bloco dos Idosos, na Pholia da Luz. Foto: jornal3idade.com.br
Desfile dos idosos no Bloco da Melhor Idade, na Pholia da Luz 2019. Foto: jornal3idade.com.br

O Bloco dos Idosos do Pholia na Luz, tradicional do Carnaval de São Paulo, que durante muitos anos foi o evento que abria a programação oficial de Momo, na cidade de São Paulo, desfilou ontem comemorando 25 anos de exibição.

Entre os 400 idosos que passaram pela “avenida” organizada ao lado da Estação da Luz, estavam 11 blocos de núcleos de convivência para a terceira idade e clubes escolas mantidos pela Prefeitura de São Paulo. Todos cantando o samba enredo que esse ano homenageou as bodas do desfile, acompanhados pela Bateria da Melhor Idade.

Dona Cida, 94 anos, do Grupo da terceira Idade Mariama, pioneira, presente desde 1994. Foto: jornal3idade.com.br

Essa Bateria é a primeira no gênero na Capital, nasceu em 2008, de uma oficina da extinta Secretaria Municipal de Participação e Parceria, com aulas dadas por oficineiros da Escola de Samba Vai Vai, coordenados pelo Mestre Zuza, que se mantem a frente do projeto até hoje. A bateria ensaia no CRECI- Centro de Convivência da Cidadania do Idoso, da Prefeitura de São Paulo, no Vale do Anhangabaú e aceita inscrições de quem quiser aprender a tocar os instrumentos.

Embora com bem menos foliões que os anos anteriores, o desfile dos idosos mostrou a resistência de várias pessoas, que frequentam o desfile dos idosos desde a primeira edição em 1995- quando ele se chamava “Bloco Unidos da Melhor Idade” e era organizado pela extinta ABCMI- Associação dos Clubes da Melhor Idade, na época capitaneada por Ivonne Cidim.

Elas estavam no primeiro desfile, do Bloco dos Idosos,há 25 anos, no Pholia da Faria. Foto: jornal3Idade.com.br

No seu início, o projeto acontecia no final da Avenida Faria Lima e era chamado “Pholia na Faria”. Passou por um período na Zona Norte, passou pelo Memorial da América Latina até se fixar, nos últimos anos, ao lado do Parque da Luz.

Para reafirmar a importância de não deixar essa iniciativa se perder, compareceram pessoas como Maria Apparecida Amaral da Silva, de 94 anos, e várias outras idosas que estavam na primeira edição e continuam animadas.

Quem era esperado e não apareceu para prestigiar o evento foi o atual Secretaria Municipal de Esportes, Carlos Bezerra Jr. Nos anos anteriores sempre o Secretário da SEME passava, pelo menos para tirar umas fotos e receber os agradecimentos pelo apoio. Como esse ano a Secretaria não deu ônibus para os grupos de terceira idade mais afastados, como sempre acontecia e nem providenciou água para ser distribuída, talvez por isso ele tenha ficado acanhado.
para copiar as fotos basta salvar com botão esquerdo do mouse