N. Sra do Carmo será a primeira a ter a Pastoral da Pessoa Idosa na Brasilândia

Encontro para criar a PPI Região Brasilândia: coordenadora da PPI na Arquidiocese de São Paulo, Conceição Aparecida Carvalho; coordenadora e capacitadora da PPI na Paróquia São João Clímaco do Ipiranga, Eunice Lopes Alves; Neide e a coordenadora da Região Lapa, Neide Sangioro.
Encontro para criar a PPI Região Brasilândia: coordenadora da PPI na Arquidiocese de São Paulo, Conceição Aparecida Carvalho; coordenadora e capacitadora da PPI na Paróquia São João Clímaco do Ipiranga, Eunice Lopes Alves; Rita de Cassia, e a coordenadora da Região Lapa, Neide Sangioro.

A paróquia de Nossa Senhora do Carmo, que fica na Avenida Elísio Teixeira Leite, será a primeira paróquia da Região Brasilândia, da Capital de São Paulo, a implantar a PPI- Pastoral da Pessoa Idosa.

Um encontro, na quarta-feira 5 de junho, da coordenadora da Pastoral da Pessoa Idosa na Arquidiocese de São Paulo, Conceição Aparecida de Carvalho, que estava acompanhada de lideranças da PPI, com o Bispo da Região Brasilândia, Dom Devair Araújo da Fonseca, selou a proposta de início desse trabalho.

A coordenadora da Região Brasilândia será Rita de Cássia Cavalcanti.

Capacitação 

A próxima etapa agora é fazer a capacitação dos paroquianos interessados em se tornar Líder na PPI, que é a denominação dada aquelas pessoas da própria comunidade que voluntariamente, sem qualquer ajuda financeira, passam a visitar e acompanhar idosos.

Nos dois encontros destinados para capacitação as pessoas recebem orientação sobre como fazer uma visita domiciliar, sobre os indicadores do acompanhamento às pessoas idosas, a maneira como abordá-las. Também aprendem a trabalhar com o Guia do Líder e a forma de preencher a FADOPI – Folha de Acompanhamento Domiciliar da Pessoa Idosa, publicações que são igualmente usadas em todo os lugares onde exista uma PPI implantada.

PPI no Estado de São Paulo

A Pastoral da Pessoa Idosa tem no Estado de São Paulo mais de 3 mil líderes, atuando em 118 municípios, atendendo cerca de 18 mil idosos, em mais de 14 mil famílias.

A coordenadora nacional da PPI é a Irmã Teresinha Tortelli. A coordenadora estadual de São Paulo é Sandra Regina Capana Michellim, da Diocese de Limeira. A coordenadora na Capital é advogada e mestre em Gerontologia, Conceição Aparecida de Carvalho. O CNDI- Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa é presidido por Lúcia Secotti, representante da PPI.

As pessoas que tiverem interesse em se cadastrar para participar da primeira capacitação da Brasilândia devem procurar a secretaria da paróquia. Qualquer pessoa pode participar, jovens, adultos e idosos.