Mogi Guaçu,SP, fez a 1ª Conferência Municipal do Idoso com diferentes gerações

1ª Conferência Municipal de Mogi Guaçu SP com um público de diferentes gerações. Foto: jornal3idade.com.br
1ª Conferência Municipal de Mogi Guaçu SP com um público de diferentes gerações. Foto: jornal3idade.com.br

Um censo municipal das pessoas idosas para identificar seu perfil; um levantamento específico sobre as necessidades de alfabetização; campanhas permanentes sobre o Envelhecimento para a sociedade local; a inclusão pela Prefeitura no calendário oficial da cidade a efeméride do Dia Contra a Violência da Pessoa Idosa e o Junho Violeta e a reclassificação de uso dos idosos nos serviços disponibilizados atualmente pela Prefeitura, foram algumas das propostas apontadas na 1ª Conferência Municipal do Idoso de Mogi Guaçu, no Interior de São Paulo, realizada na quinta-feira, dia 4 de julho de 2019.

Mogi Guaçu, distantes 163 quilômetros da Capital, segundo o Sistema de Projeções Populacionais da Fundação Seade, deverá chegar em 1º de julho de 2020 com uma população de cerca de 24 mil idosos para uma população total de 148 mil habitantes, mais de 16% da população só de cidadãos mais velhos.

A cidade mantém um Centro Dia, um Centro de Convivência, tem a lei do Fundo Municipal criada e regulamentada, mas faltando a aprovação do seu regimento interno. A maioria dos presentes na Conferência se mostraram bastante desinformados  em relação ao Estatuto do Idoso e leis já existentes para garantias de direitos, o que reforça a necessidade das campanhas.

O esforço da equipe que organizou a 1ª Conferência visou exatamente buscar atingir uma parte da população da cidade que ainda não atua junto ao Conselho Municipal do Idoso, embora várias das lideranças presentes tenham atuação localizada em UBS, grupos de atividade física e ações do CRAS.

Embora não tenham direito a nenhum delegado na Conferência Estadual, marcada para o começo de agosto, a cidade vai requerer a possibilidade de enviar uma pessoa como observadora, exatamente para aprender mais sobre as dinâmicas de uma conferência.

1ª Conferência Municipal do Idoso de Mogi Guaçu foi realizada no período da manhã,  nas dependências das Faculdades Integradas Maria Imaculada, no Centro da cidade. A palestra magna foi proferida pela professora Ermelinda Maria Bueno, assistente social e mestre em gerontologia social e docente do curso de Serviço Social da Faculdade Santa Lúcia. Estiveram presentes os secretários municipais de Promoção Social, Mariana Martini, da Segurança, Judite de Oliveira Reis, da Comunicação Social, Paulo Henrique Tenório, o vereador Luciano Firmino Vieira, o presidente da Comissão do Idoso da OAB-Mogi Guaçu, Paulo Roberto Sandy.

Na parte da tarde o COMID- Conselho Municipal do Idoso de Mogi Guaçu, presidido pela enfermeira, Viviane Passos, elegeu os novos conselheiros para gestão 2019-2021. Na próxima reunião a ser realizada no começo de agosto eles irão escolher a nova executiva.

para copiar as fotos é só clicar com o mouse no botão direito