Região Norte do país está fazendo suas conferências estaduais da pessoa idosa

O mapeamento que o Jornal da 3ª Idade está fazendo das conferências da pessoa idosa em todos os Estados começa a ser publicado hoje pela Região Norte do país.

São sete Estados (Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins) que somam 450 municípios.  A maior entre as cinco regiões do país cobre 45,25% do território nacional, sendo superior à área da Índia e pouco inferior à União Europeia. Se fosse um país, seria o 7º maior do mundo em área.

ACRE AC   capital Rio Branco

Segundo as estimativas de população para estados e municípios do IBGE, com data de referência em 1º de julho de 2018, no ACRE vivem mais de 870 mil pessoas.

Embora venha registrando uma taxa de crescimento maior que os demais Estados,  mantém a terceira menor população do país.

Seus 22 municípios somam uma população de mais de 61 mil idosos. Foram realizadas 5 conferências regionais, em cada um das sedes de Região Administrativa que divide o Estado: em Cruzeiro do Sul, Tarauacá, Sena Madureira, Brasileia e na capital Rio Branco.

O CEDI- AC  Conselho Estadual dos Direitos do Idoso do Acre- marcou a sua conferência para o dia 20 de setembro, com apoio da SEASDHAN- Secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Políticas para as Mulheres, da Secretária Claire Cameli. A palestra magna será proferida por Walquiria Cristina Batista Alves, ex-presidente do Cedpi-Pará- Conselho dos Direitos da Pessoa Idosa do Pará e ex-conselheira do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa na gestão 2018-2020, cassada pelo Decreto 9893 de junho de 2019, que reformulou todo o CNDI.

O Secretário Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), Antônio Fernandes Toninho Costa, que cancelou a 5ª Conferência Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa, que estava marcada para novembro próximo, estará presente.

Leia a entrevista com a presidente do CEDI- AC, Ednilza Rocha, conhecida por  Nilzinha Rocha.

AMAPÁ   capital Macapá

O Amapá, que só deixou de ser território e passou a ser um Estado em 1988, após a realização da Assembleia Nacional Constituinte.

São 16 cidades na sua divisão administrativa e todas fizeram as suas conferências municipais. Somente seis delas têm conselho formado e as outras estão discutindo a sua criação.

A Conferência Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa será realizada no dia 2 de setembro de 2019, com apoio da SIMS- Secretaria de Inclusão e Mobilização Social, da Secretaria Albanize Colares Caldas, na sede do Museu Sacada, na v. Felíciano Coelho, 1509 – Trem, na capital Macapá.

A presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa é Maria Aparecida Cortes Machado.

Leia a programação completa da 5ª Conferência Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa do Amapá

AMAZONAS   capital Manaus

O Amazonas é o maior Estado do país em extensão territorial. Ele é maior que as áreas da França, Espanha, Suécia e Grécia somadas e também maior que as Regiões Sul e Sudeste juntas. Segundo as estimativas de população para estados e municípios do IBGE, com data de referência em 1º de julho de 2018, sua população passa dos 4 milhões de habitantes.

O Amazonas possuía no ano passado 300 mil idosos e somente quatro especialistas em gerontologia e quatro geriatras, segundo o estudo Demografia Médica 2018, feito pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).

Em 2018, conforme o IBGE, o Amazonas tinha a segunda maior taxa de fecundidade do País (2,28 nascimentos para cada mulher em idade reprodutiva), atrás apenas de Roraima (2,31). Isso coloca o Estado num diferencial em relação as demais capitais.

O CEI-AM – Conselho Estadual do Idoso do Amazonas com apoio governamental da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania, Fundação Dr.Thomas e FUNATI vai realizar sua  5ª Conferência Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa do Amazonas na próxima semana, nos dias 22 e 23 de agosto, no Parque Municipal do Idoso, localizado no bairro Nossa Senhora das Graças, em Manaus.

Leia a entrevista com a presidente do CEI-AM, a Mestra em Gerontologia Kennya Mota Brito.

PARÁ  capital Belém

O Pará é o segundo maior Estado do país em extensão territorial, um pouco menor que o estado norte-americano do Alasca.

Segundo as estimativas de população para estados e municípios do IBGE, com data de referência em 1º de julho de 2018, sua população passa dos 8 milhões e 500 mil habitantes.

O Pará é o Estado mais populoso da Região Norte com mais de 534 mil idosos o que representa pouco mais de 6% da população.

O Estado é dividido em 144 municípios e somente 43 deles tem o conselho municipal formado.

O CEDPI-PA Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa do Pará tem atualmente na presidência Maria Benedita de Castro Santos, representante governamental da COHAB. A Conferência estadual está prevista para os dias 4 e 5 de setembro.

RONDÔNIA capital Porto Velho

Rondônia, que só deixou de ser território e passou a ser um Estado em 1982, é o terceiro estado mais populoso da Região Norte com uma população estimada de 1 milhão e 800 mil pessoas sendo cerca de 113 mil idosos, o que representa pouco mais de 6% da população.

O Estado é dividido em 52 municípios e 32 deles tem o conselho municipal formado e todos fizeram a sua conferência municipal.

É o único estado brasileiro cujo nome homenageia uma figura histórica nacional, no caso, o Marechal Rondon, que desbravou o norte do país em meados dos anos 1900, inclusive a região que hoje leva seu nome.

No dia 13 de agosto passado, o Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa de Rondônia decidiu adiar a data da conferência estadual e marcou para os dias 19 e 20 de novembro de 2019.

O CEDPI-RO é presidido pelo psicólogo clínico, Deusdedi Rodrigues Alves, que representa o Conselho de Psicologia de Rondônia, no colegiado.

RORAIMA capital Boa Vista

Roraima tem a única capital brasileira totalmente no Hemisfério Norte. O estado é o menos populoso do país, com uma população de cerca de 580 mil habitantes, segundo as estimativas de população para estados e municípios do IBGE, com data de referência em 1º de julho de 2018.

Roraima é o Estado com menor densidade demográfica na federação e tem cerca de 25 mil idosos.

A 5ª Conferência Estadual dos Direitos dos Idosos de Roraima foi realizada de 7 a 9 de agosto de 2019, com a presença do Secretário Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), Antônio Fernandes Toninho Costa, que cancelou a 5ª Conferência Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa, que estava marcada para novembro próximo.

O Conselho Estadual do Idoso de Roraima é presidido por Cecy da Silva Tomaz.

TOCANTINS capital Palmas

Tocantins é o mais novo dos estados brasileiros. Foi criado em 1988, com a promulgação da Constituição brasileira. Antes, as terras que hoje correspondem ao território do Tocantins faziam parte do estado de Goiás.

Segundo as estimativas de população para estados e municípios do IBGE, com data de referência em 1º de julho de 2018, sua população passa de 1 milhão e 550 mil habitantes, sendo deles cerca de 118 mil idosos.

A IV Conferência Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa foi realizada nos dias 13 e 14 de junho de 2019.