Envelhecimento entre os temas do Congresso Mundial de Estatística

ISIO 60º Congresso Mundial de Estatística do International Statistical Institute (ISI), o mais importante do mundo, será realizado no Rio de Janeiro no período de 26 a 31 de julho.

Os mais respeitados especialistas dessa área vão discutir como os diversos aspectos da nossa realidade econômica, social e ambiental serão medidos ao longo do Século XXI.

A longevidade das populações e o impacto da previdência social nas economias dos países estão na pauta de alguns importantes estudiosos.

O ISI tem 130 anos de existência e é a mais antiga e mais importante associação de estatísticos do mundo. Em 2015, pela primeira vez, um brasileiro ocupará a sua presidência. O IBGE é o anfitrião do evento que, depois de 60 anos, volta a se realizar em nosso país.

Em 1955, o Brasil já tinha sediado o 29º Congresso Mundial de Estatística, na cidade de Petrópolis recebeu mais de cem cientistas, oriundos de 40 países, entre os quais estavam o inglês Ronald Fisher (fundador da estatística moderna, que também deu enorme contribuição à genética), o indiano Calyampudi Radhakrishna Rao (teórico da inferência estatística, ainda ativo), os estadunidenses Walter Willcox (estatística não-paramétrica e o teste que leva seu nome) e Gertrude Cox (planejamento de experimentos estatísticos), o francês Émile Borel (introdutor do teorema do macaco infinito e do lema de Borel–Cantelli) e o italiano Corrado Gini (criador do famoso índice que mede a desigualdade de renda).

O então ministro das Relações Exteriores, Raul Fernandes, abriu o evento. A delegação brasileira foi chefiada por Teixeira de Freitas (idealizador do IBGE, que organizou a estatística brasileira através da integração das três esferas de governo) e também contou com o italiano Giorgio Mortara (pai da demografia brasileira, que coordenou os dois primeiros censos populacionais do IBGE). Durante o congresso, o Hotel Quitandinha (um dos mais luxuosos do país, na época) abrigou uma exposição aberta ao público, com diversos painéis sobre a realidade social e econômica do Brasil, além de uma coleção de publicações produzidas pelos institutos oficiais de estatística de diversos países.