Idosos do Centro de Acolhida para Idosos Casa de Simeão fizeram ato das sacadas do prédio

Idosos da sacada do prédio, no bairro do Brás, se manifestam pelo Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa. Foto: divulgação

A Associação Reciclázaro por meio do Centro de Acolhida Especial para Idosos Casa de Simeão e com a parceria do GARMIC- Grupo de Articulação de Moradia para Idosos da Capital realizou hoje, segunda-feira 15 de junho, um ato em prol do Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa.

A data em 2020 procura também alertar para violações dos direitos dos idosos durante a pandemia do Covid-19. 

Das sacadas do prédio localizado no Brás, no Centro da capital, em São Paulo, os idosos levantaram cartazes com dizeres que alerta sobre este tipo de violação que na maioria das vezes ocorrem dentro do próprio seio familiar.

O Estatuto do Idoso (Lei 10.741, de 2003) considera violência contra o idoso qualquer ação ou omissão que lhe cause morte, dano ou sofrimento físico ou psicológico. 

Como este ano não foi possível os idosos estarem presentes na manifestação que ocorre presencialmente todo ano, esta foi a forma encontrada para não deixar a data passar em branco e alertar a população sobre este risco que está presente em muito lares.

Caso você conheça algum idoso que esteja enfrentando algum tipo de violência, denuncie através do Disque 100.