Criada a Frente Nacional de Fortalecimento dos Conselhos de Direitos da Pessoa Idosa FFC

Com uma apresentação virtual, que a oficializa para o grande público sua atuação, está marcada para hoje (29/6) a partir das 17 horas, o encontro da Frente Nacional de Fortalecimento dos Conselhos de Direitos da Pessoa Idosa.

O movimento social sem vínculos politico-partidário, lança o resultado de sua primeira produção coletiva: um diagnóstico com objetivo de fomentar ações para a efetivação dos conselhos de direitos e do controle social.

O diagnóstico, na verdade, traz a confirmação em dados, por método de pesquisa, do já sabíamos na prática. Nossos conselhos não enfraquecidos, com pouco ou nenhum apoio de estrutura e com uma necessidade urgente de capacitação continuada, explica a advogada Ariane Angioletti, vice-presidente do CEI-SC, Conselho Estadual do Idoso de Santa Catarina e coordenadora da Pesquisa Nacional Diagnóstica dos Conselhos.

Usando o CNDI- Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa como fonte oficial, foram contactados os 1.645 conselhos municipais que estão cadastrados.  Um terço deles participou da pesquisa.  Considerando os 27 estados e o Distrito Federal, o documento contou com a resposta de 16 conselhos estaduais

Para acompanhar basta acessar a página da Frente no Facebook