Maria da Glória Abdo deixa uma história de lutas a favor dos aposentados e dos idosos

É com pesar que o Jornal da 3ª Idade noticia o falecimento da socióloga, Maria da Glória Abdo, ex-presidente da – Associação Bancários Aposentados Estado São Paulo, ocorrido na madrugada de hoje. Com um histórico de militância política, ela nas últimas três décadas se dedicou especialmente a implantação de dezenas de grupos, coletivos e movimentos em prol dos idosos.

Mesmo doente, há três anos, ela sempre procurou não ficar longe das principais manifestações a favor dos direitos dos idosos.

Ela foi uma fundadoras do PT-Partido dos Trabalhadores e como diretora do Sindicato dos Bancários de São Paulo, emprestava a estrutura para que outras entidades pudessem se organizar. Foi assim a ANG-Associação Nacional de Gerontologia de SP ( hoje extinta) o Movimento Idoso Solidário, o primeiro coletivo de idosos da cidade de São Paulo e outros.

Foi a pessoa que organizou a comissão que foi pessoalmente convidar (e convencer) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a abrir a 1ª Conferência Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa, em 2006.

O velório, restrito a parentes, como infelizmente obriga o isolamento da pandemia, impediu que muitas pessoas fossem lhe dar um último adeus, no Velório do Tatuapé.

Glorinha, como todos a tratavam, foi uma das primeiras pessoas a aceitar o convite do Jornal da 3ª Idade, no começo da pandemia, a escrever um artigo para a série Minha Janela para a Rua.