Governo de SP lançou projeto “Longevidade” para inclusão de idosos de baixa renda

Governador João Dória e a Secretária de Desenvolvimento Social, Célia Parnes, no Palácio dos Bandeirantes, no lançamento do projeto Longevidade, no Dia Internacional do Idoso 2020. Foto: Divulgação
Governador João Dória e a Secretária de Desenvolvimento Social, Célia Parnes, no Palácio dos Bandeirantes, no lançamento do projeto Longevidade, no Dia Internacional do Idoso 2020. Foto: Divulgação

O Governador de SP, João Dória anunciou hoje, 1º de outubro, Dia Internacional dos Direitos da Pessoa Idosa, o “Projeto Longevidade”, que promete inclusão produtiva e digital para a população de baixa renda acima de 50 anos.

No mesmo evento, realizado no Palácio dos Bandeirantes, também foram entregues 11 novos Centros de Convivência do Idoso (CCI) e concedidos a 27 municípios o selo “SP Amigo do Idoso”.

De acordo com o IBGE, o número de idosos maiores de 60 anos deve chegar a 25% da população brasileira até 2060. Ou seja, uma, a cada quatro pessoas no país será idosa. Atualmente, 13% da população no Brasil tem mais de 60 anos. Em São Paulo, estima-se que em 2030 haverá mais idosos do que crianças até 14 anos. Já em 2050, a previsão é que haverá o dobro de idosos em comparação com o número de crianças.

O “Projeto Longevidade” está baseado em cinco principais pilares: Mobilidade Social; Inclusão Produtiva; Educação Continuada; Tecnologia; Saúde & Bem Estar.

Webinário da Longevidade – Como parte da comemoração do Dia Internacional do Idoso, a Secretaria de Desenvolvimento Social realizará entre os dias 6 e 29 de outubro o Webinário da Longevidade, com transmissão pelo Youtube no canal oficial da SEDS.

A programação completa está disponível no site da Secretaria.

Programa SP Amigo do Idoso – Lançado em 2012, o programa SP Amigo do Idoso propõe ações intersecretariais voltadas à proteção, educação, saúde e a participação da população idosa do Estado. Os Centros de Convivência do Idoso (CCI) integram o programa e são espaços de socialização para evitar o isolamento da pessoa da terceira idade.

Relação dos novos Centros de Convivência do Idoso

CCI Mirassolândia, CCI Nova Campina, CCI Oscar Bressane, CCI Palmeira D’Oeste, CCI Santa Clara D’Oeste, CCI Santa Cruz do Rio Pardo, CCI São João do Pau D’Alho, CCI São José do Barreiro, CCI Turmalina, CCI Torrinha e CCI Areiópolis.

Relação das 27 cidades que receberam os selos ‘SP Amigo do Idoso’ 

Aguaí, Cajamar, Capão Bonito, Catiguá, Diadema, Divinolândia, Espírito Santo do Pinhal, Estiva Gerbi, Francisco Morato, Franco da Rocha, Guarulhos, Irapuru, Itariri, Marília, Mauá, Mogi Mirim, Mongaguá, Nipoã, Ourinhos, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Santa Cruz das Palmeiras, Santo André, Santo Antônio do Jardim, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e São João da Boa Vista.

fonte: Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo