Joyce Néia é candidata ao Conselho Municipal do Idoso de São Paulo pela Região Oeste

Joyce Néia, de 62 anos, é candidata para ser conselheira do GCMI – Grande Conselho Municipal do Idoso de São Paulo, como representante da Zona Oeste. Seu número é 04/007.

Enfermeira e professora está aposentada. Tem três filhos e três netos. É moradora do bairro do Itaim Bibi há 22 anos.

Jornal da 3ª Idade– Por que a senhora resolveu se candidatar?

Joyce Néia – Porque já atuo voluntariamente no Grupo de Idosos da UBS do meu bairro e da Casa de Cultura Butantã.

Jornal da 3ª Idade –  A senhora participou anteriormente como conselheira no GCMI ou em outro conselho municipal, ou estadual?

Joyce Néia –  Sou do conselho gestor da UBS Dr. José de Barros Magaldi e do Parque do Povo. “Frequento” o GCMI há cerca de 2 anos. Participei da Conferência em 2019.

Jornal da 3ª Idade– O que gostaria de realizar como conselheira em favor dos idosos?

Joyce Néia – Colaborar nas divulgações das ações do GCMI. A Zona Oeste tem 75.000 idosos – maior população de idosos de SP- e não tem nenhum Hospital Público. Meu bairo 18.600 – e só tem uma UBS que agora tem pouquíssimos especialistas, pois à medida que foram saindo não foram substituídos pela OSS que a administra. Vou trabalhar pela implantação de mais PAI’s (Programa de Acompanhamento de Idoso) AME e AMA;
Pavimentação adequada aos idosos e também transporte publico, em número e qualidade que nos contemple; Resgatar e implantar as Delegacias dos Idosos; Ampliar as PIC’s (Práticas Integrativas Corporais) nas UBS’s, Parques e Praças Públicas; Wifi gratuita para 60+, ou com descontos conforme o IPTU, e não só nos NCI’s.