Cidade, Mobilidade Urbana, Saúde e Qualidade de Vida para Pessoas Idosas é tema de live 10/2

 

O Coletivo Defesa da Pessoa Idosa (CDPI), que desde o final do ano passado vem capitaneando o movimento Catraca Livre 60+, contra a retirada da gratuidade nos transportes públicos para idosos, na faixa dos 60 a 64 anos, vai promover uma nova livre, dia 10 de fevereiro, às 19 horas.

Cidade, Mobilidade Urbana, Saúde e Qualidade de Vida para Pessoas Idosas é o tema do encontro que vai reunir especialistas nas quatro áreas, com a proposta de contextualizar as necessidades dos idosos no desenvolvimento geral da cidade.

O CDPI é um movimento que reúne representantes de associações, entidades, sindicatos e diferentes segmentos de ativismo social, que se formou originalmente para, através de diferentes ações, derrubar a retirada de direitos dos idosos. (leia matérias sobre o mesmo assunto)

Cidade e Mobilidade: o Invisível sacrifício diário será abordado pela professora de arquitetura e urbanismo, Erminia Maricato, ex- conselheira do Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (UN-Habitat). Foi também Professora visitante do Human Settlements Centre da University of British Columbia, no Canadá, em 2002 e da School of Architecture and Urban Planning of Witwatersrand de Joanesburgo, na África do Sul, em 2006. Autora de 9 livros, desde que se aposentou da USP, ela é professora visitante do Instituto de Economia da Unicamp e professora colaboradora da Pós Graduação da FAUUSP. É uma das coordenadoras do BrCidades, uma articulação nacional para construir um projeto para as cidades brasileiras, e que faz parte de uma iniciativa da Frente Brasil Popular.

Política de Mobilidade, Transporte Público e 60 mais será o assunto do  engenheiro civil, Lúcio Gregori, ex-secretário municipal de transportes da Prefeitura de São Paulo, na gestão da Prefeita Luiza Erundina (1989-1992). Ele é autor do projeto tarifa zero, que serviu de inspiração para o Movimento Passe Livre (MPL), do qual ele é colaborador.

Diário à cidade, à saúde e ao transporte público será apresentado pela professora Bibiana Graeff, da Graduação e Pós-graduação de Gerontologia da EACH-USP (Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo) que também atua no Programa de Pós-graduação da Faculdade de Direito da USP, no Largo São Francisco, na área de Direitos Humanos. Ela também é coordenadora do Projeto Bairro Amigo do Idoso da Mooca e do Brás.

Saúde e qualidade de vida: implicações para as pessoas idosas é o tema que será abordado pelo médico, Marco Akerman, professor titular do Departamento de Política, Gestão e Saúde da Faculdade de Saúde Pública da USP,  Especialista em Saúde Pública e Medicina Social, pela Universidade Federal de Minas Gerais; Especialista em Gestão Hospitalar para o Setor Público pela Fundação Getúlio Vargas; Mestrado em Planejamento e Financiamento do Setor de Saúde  e PhD em Epidemiologia e Saúde Pública (1993), pela Universidade de Londres.

A mediação será feita por duas gerontólogas: a professora Eva Bettine, Autora do livro “Estimulação Cognitiva em Idosos: ênfase em memória”; presidente da ABG-Associação Brasileira de Gerontologia e Elci de Almeida Fernandes, Nutricionista Clínica  diretora de Gerontologia da SBGG-SP – Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia.

A transmissão será feita pelo canal do Youtube do CDPI e retransmitido por vários outras páginas de apoiadores, inclusive a página do Jornal da 3ª Idade no Facebook.