PPI Santana realizou a tradicional homenagem aos Avós, na Paróquia Santíssima Trindade

Elza Augusto Batista, de 85 anos, acompanhada pela neta Maria Fernanda Batista e a filha Rita Batista, recebeu do Padre Raimundo Pauletti a sacolinha do Dia dos Avós. Foto: divulgação
Elza Augusto Batista, de 85 anos, acompanhada pela neta Maria Fernanda Batista e a filha Rita Batista, recebeu do Padre Raimundo Pauletti a sacolinha do Dia dos Avós. Foto: divulgação

A Pastoral da Pessoa Idosa da Região Santana (PPI) realizou ontem, domingo, 25 de julho, mais uma vez a sua tradicional homenagem aos Avós, na Paróquia da Santíssima Trindade, da Vila Celeste, na Casa Verde Alta, Zona Norte da capital, em São Paulo.

Diferente dos eventos realizados até 2019, desta vez  o agraciamento foi feito com novas adaptações: não teve o Chá dos Avós, sempre servido no salão social, para todos os idosos presentes na missa das 8 horas. Sacolinhas com um lanche, bolo, uma caneca e um panfleto com a mensagem do Papa Francisco foram distribuídas dentro da igreja, por membros da PPI, orientados no local pela coordenadora paroquial, Elisete Pereira da Silva. A Pastoral da Juventude também participou. 

O Padre Raimundo Pauletti foi outra novidade este ano, já que ele substituiu o Padre Victor Santana Milagres Fernandes, de 84 anos, que antes conduzia a Missa dos Avós, por ser o pároco mais idoso daquela igreja e que agora se aposentou.

Também foi anunciada a mudança no calendário, já que por determinação do Papa Francisco  o Dia Mundial dos Avós, a partir de 2021, será celebrado anualmente, no último domingo de julho. A data ficará assim sempre próxima ao dia de Sant’Ana e São Joaquim, os avós de Jesus, cujo dia (26/7) vinha sendo festejado em vários países.

PPI Santana

A Pastoral da Pessoa Idosa da Região Santana até antes da pandemia da COVID19 acompanhava cerca de 300 idosos, em atendimento domiciliar, sendo deles 25 idosos moradores ao redor da Igreja da Santíssima Trindade.

Devido à necessidade da quarentena os atendimentos passaram a ser por telefone. A Região Norte da Capital foi uma das mais afetadas pelo surto da doença. A PPI teve muitas perdas de idosos que eram atendidos.

Nossa esperança é que no próximo ano possamos estar todos juntos celebrando o Chá dos Avós e lembrando com carinho dos que partilharam com a gente esses encontros e que agora não estão mais entre nós, disse Neuza Batista, coordenadora da PPI Região Santana.

Veja como foi o Chá dos Avós de 2019