São José dos Campos começa campanha de valorização no Dia Internacional do Idoso 1/10

Em Cada Olhar, Uma História. Valorize e respeite! é o tema da campanha que a Prefeitura de São José dos Campos, SP, lança amanhã, no Dia Internacional do Idoso, com o objetivo de ressaltar que existem diversas formas de envelhecimento e todas elas são importantes. 

Para comemorar a data, Secretaria de Apoio Social ao Cidadão, realizará uma live, às 15h30, com o tema “Envelhecimento Ativo e Saudável” e com transmissão ao vivo pelo Instagram da Prefeitura. A finalidade é destacar a importância de todas as formas de envelhecimento para que as pessoas cheguem a esta fase tão importante da vida com saúde, bem-estar e alto astral.

No encontro virtual serão dadas dicas e orientações sobre alimentação saudável, cuidados, atividades de lazer e legislação que abrange esta faixa etária. Essa live será a primeira de uma série de atividades da campanha, que destacará a importância de respeitar e valorizar a longevidade e seus múltiplos aspectos.

Ao longo de todo o mês de outubro, serão distribuídos folders sobre as diversas formas de envelhecimento e realizadas ações com a participação das diferentes secretarias municipais.

Proteção

São José possui atualmente 108.291 idosos (15% da população), de acordo com os últimos dados da Fundação Seade. A cidade mantém uma ampla rede de proteção e serviços para os idosos, desenvolvida e realizada por todas as secretarias municipais.

A Secretaria de Apoio Social ao Cidadão, através da Assessoria de Políticas para o Idoso, planeja e executa políticas públicas para garantir autonomia, sociabilidade, proteção e respeito aos munícipes com mais de 60 anos, além de fortalecer as relações intergeracionais e evitar riscos à saúde desta população. São José também conta com o Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa, com membros da Prefeitura e de outras instituições. O conselho é atuante e contribui com as ações desenvolvidas pela Prefeitura.

Serviços da Sasc para os idosos

Convivência e Fortalecimento de Vínculos

São quatro Centros de Convivência espalhados por toda a cidade e que são referência em todo o Estado de São Paulo. São espaços de uso coletivo destinados ao desenvolvimento de atividades socioculturais e educativas, propiciando aos idosos a oportunidade de ter uma vida comunitária.

Desde o início da pandemia da covid-19 e o registro dos primeiros casos da doença em São José, foram suspensas as atividades presenciais, como aulas de ritmos, alongamentos, oficinas de pinturas, teatro, aulas de informática, inglês e hidroginástica, dentre outras. Estas atividades foram adaptadas para a modalidade on-line.

Convivência e Fortalecimento de Vínculos

Estes serviços têm como foco o desenvolvimento de atividades que contribuem para o processo de envelhecimento saudável, autonomia, sociabilidades, fortalecimento de vínculos familiares, comunitários e prevenção de situação de risco social. Na pandemia, os encontros em grupos foram suspensos e adaptados para acompanhamento remoto. As equipes realizam atividades por meio de grupos de WhatsApp.

Estes serviços são executados através de parceria entre a Prefeitura e as OSCs (Organizações da Social Civil), que são: Cativa (Centro de Atividades para Terceira Idade), COAL (Casa de Oração Amor e Luz) e Obra Social e Assistencial São Lucas.

Proteção Básica Domicílio

Serviço que presta atendimento a idosos a partir de 60 anos que vivenciam situações de vulnerabilidade social pela fragilização de vínculos familiares/sociais, especialmente aqueles em situação de extrema pobreza.

Este serviço não foi suspenso, pois consiste em visitas e atividades realizadas nas residências dos idosos atendidos. Durante a pandemia, foi intensificada a segurança das equipes e dos idosos, disponibilizando equipamentos de EPIs (máscaras, álcool em gel, avental, luva, touca e pró pé), mantendo distanciamento social e garantindo a qualidade no atendimento.

São realizadas visitas semanais com equipe multidisciplinar composta por assistente Social, psicólogo, terapeuta ocupacional, orientador social e cuidador, onde eles organizam uma série de atividades voltadas à necessidade especifica de cada idoso.

Centro Dia

É um serviço destinado ao acolhimento, proteção e convivência a idosos semidependentes, cujas famílias não têm condições de prover estes cuidados durante o dia ou parte dele.

Durante a pandemia, a presença diária destes idosos no espaço físico das Casas do Idoso foi suspensa, mas as equipes realizam todos os atendimentos diariamente nas residências dos idosos atendidos no serviço, entregando os kits de atividades e de alimentação (composta por 5 refeições diárias).

Abrigo

Unidade de acolhimento para idosos com 60 anos ou mais, de ambos os sexos, independentes e ou com diversos graus de dependência tipo 2. A natureza do acolhimento deverá ser provisória e, excepcionalmente, de longa permanência quando esgotadas todas as possibilidades de autossustento e convívio familiar.

Estes serviços são executados em parceria de Prefeitura e quatro OSCs (Organizações da Sociedade Civil), que são: Casa de Repouso e Apoio Geriátrico Vó Laura; Lar São Vicente de Paulo; Recanto São João de Deus e Casa de Oração Missionários da Luz – Nosso Lar.

CREAS (Centros de Referência Especializados de Assistência)

Unidades que têm por objetivo a oferta de serviços de Proteção Social Especial de Média Complexidade. Isso se materializa por meio do atendimento e o acompanhamento especializado a idosos e suas famílias, cujos direitos foram violados ou ameaçados, em decorrência de violência física, psicológica, negligência e violência financeira e violência sexual.