Polo Cultural da Terceira Idade José Lewgoy foi reinaigurado no Cambuci, em São Paulo

Celia Bicudo, uma das coordenadoras do Polo Cultural da Terceira Idade do Cambuci falou em nome dos usuários. Foto: Marcelo Pereira/Secom/PMSP
Celia Bicudo, uma das coordenadoras do Fórum do Idoso, sediado no Polo Cultural da Terceira Idade do Cambuci falou em nome dos usuários. Foto: Marcelo Pereira/Secom/PMSP

O Polo Cultural José Lewgoy, mais conhecido como Polo Cultural da Terceira Idade do Cambuci,  por ficar no bairro da Região Centro da Capital, em São Paulo, foi reinaugurado da quinta-feira, dia 28 de outubro e voltou a receber presencialmente seus usuários.

A cerimônia de reabertura fez parte do evento de lançamento do Plano Intersetorial de Políticas Públicas para o Envelhecimento que prevê ações entre 15 secretarias municipais nos próximos três anos. O evento, que contou com a presença do prefeito Ricardo Nunes e da secretária de Direitos Humanos e Cidadania, Claudia Carletto, também foi palco do lançamento do Projeto Recorda SP, que pretende registrar depoimentos de pessoas idosas que trabalham pelo envelhecimento ativo.

Localizado na Rua Teixeira Mendes, 262, no Cambuci, oferece 19 oficinas gratuitas para as pessoas com 60 anos ou mais dos bairros do entorno. Foi criado em 2000, no espaço da antiga gráfica da Prefeitura de São Paulo, como espaço de convivência e socialização. Atualmente cerca de 240 pessoas inscritas participam das atividades. Durante o período da quarentena da COVID-19 as oficinas foram transmitidas pelo formato virtual, através das redes sociais.

No Polo Cultural está sediado o Fórum da Terceira Idade do Cambuci, que tem entre as suas coordenadoras Célia Bicudo, que falou na cerimônia em nome dos usuários do local e agradeceu a várias pessoas o apoio pela continuidade do espaço.

Reinauguração do Polo Culural da Terceira Idade do Cambuci. Foto: Marcelo Pereira/Secom/PMSP