22ª Semana do Idoso de Vinhedo, SP, começa no dia 21 de setembro

Portal da entrada da cidade de Vinhedo, SP. Foto: divulgação.
Portal da entrada da cidade de Vinhedo, SP. Foto: divulgação.
Portal da entrada da cidade de Vinhedo, SP. Foto: divulgação.

Vinhedo, cidade da Região de Campinas, no Interior de São Paulo, que tem uma população idosa correspondente a 13% dos mais de 71 mil habitantes, vai realizar a a partir do dia 21 de setembro a 22ª Semana do Idoso, promovida pelo Conselho Municipal do Idoso de Vinhedo, com o apoio da Secretaria de Assistência Social da Prefeitura.

A abertura será no Auditório da Secretaria Municipal de Assistência Social, na Rua Osvaldo Cruz, 299, Centro, e o tema será: Todos Juntos contra a Exploração Financeira da Pessoa Idosa. O CMI e a  Prefeitura apostam na comunicação para prevenir a exploração dos mais velhos,que vem crescendo na cidade.

Com palestras e distribuição de material pretendemos orientar melhor os idosos sobre o aspecto financeiro, pois pesquisas indicam que está crescendo o volume de pessoas endividadas nessa faixa etária, afirmou o Prefeito Jaime Cruz.

A palestra de abertura será com o especialista na Proteção e Defesa do Consumidor, Vasnin Perez Junior, que, ao lado do Diretor da Defesa do Consumidor do Procon de Vinhedo, Matheus Galbes,  abordarão esse importante tema, capacitando “multiplicadores” –  conselheiros de direitos, profissionais da rede de atendimento, idosos e a população em geral -, que levarão as informações aos idosos que frequentam o Centro Aquático da Terceira Idade no Jardim São Matheus, do Jardim Bela Vista e nas atividades esportivas na sede do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – Grupo Bem Viver.

Além da informação, todos receberão o código de defesa do consumidor, cartilha sobre educação financeira e dicas e orientações sobre créditos, afirma a Secretária de Assistência Social, Iolanda Dias Nunes.

Procon

De acordo com o PROCON de Vinhedo, os assuntos financeiros, aqui incluídas todas as faixas etárias, tiveram em agosto 132 queixas, desde simples consulta, atendimento preliminar e contato com as empresas, o que representa 17,08% das queixas no local. Em julho, esse índice foi de 12,85%, com 107 casos.