Atibaia, SP, faz de 13 a 18 de outubro de 2015 a Semana Sílvio Caldas

silvio_caldas_ilustra-300x222Na próxima terça-feira, dia 13 de outubro, começa na cidade de Atibaia, em São Paulo, a Semana Sílvio Caldas, em homenagem ao artista que morou na cidade, por mais de quatro décadas.

A promoção é da Secretaria de Cultura e Eventos da Prefeitura Municipal de Atibaia que restaurou objetos pessoais, reuniu prêmios e fez várias conversas com a família para preparar a exposição, além dos shows com artistas da cidade.

Atibaia está comemorando , desde junho, seus 350 anos com vários eventos, importantes.

A abertura oficial será realizada na terça-feira (13), às 19h30, no Centro de Convenções e Eventos “Victor Brecheret”. A cerimônia contará ainda com a exibição do documentário “Caboclinho Querido”, que retrata a vida de Sílvio Caldas, e um show com “KGdeCanto & Convidados”.

Na quarta-feira (14), o público presente poderá conferir o “Tributo a Sílvio Caldas, Caboclinho Querido” com o sambista Tuco Pellegrino. A apresentação terá início a partir das 20h, no Centro de Convenções. Já na quinta-feira (15), a Big Band fará um concerto em Homenagem ao Dia Nacional da Música Popular Brasileira, sob a regência de Roberto Sion, às 20h, também no Centro de Convenções. Já na sexta-feira (16), o Centro de Convenções será palco do show “25 anos de Pedra 90 – Fazendo História na História de Atibaia”, com início às 20h.

No sábado (17), a Semana Sílvio Caldas tem continuidade na Praça da Igreja Cristo Rei, no Alvinópolis, às 9h, com prática de dança circular com Lucia Pacheco “Dançando pela Terra – Dia Nacional da MPB”; às 10h, apresentação do Grupo de Percussão Unidos da Terceira Idade, com o show “Grandes Seresteiros do Brasil”; e às 11h Dueto Instrumental de Choro com Bruno Milani. Por fim, no domingo (18), as atrações prosseguem na Praça do Mercado, no Coreto Sílvio Caldas, a partir das 10h, com a Camerata de Violões do Projeto Guri e o Trio de Choro “Perfil Brasileiro”, com Eliezer Guilherme, Altamiro 7 Cordas e Marcos Vinícius.

Sílvio Caldas

Sílvio Antônio Narciso de Figueiredo Caldas – seresteiro, cantor e compositor – era dono de timbre inconfundível e impecável interpretação, cativando milhares de admiradores em sua longa carreira. Deixou grandes contribuições na cultura do país e também na cidade escolhida por ele para abrigar parte de sua história.

Considerado um verdadeiro ícone da MPB, Sílvio Caldas recebeu a fama de “seresteiro”, tendo feito grande sucesso, principalmente entre os anos 30 e 50. Seu primeiro sucesso foi o samba de Ary Barroso, chamado “Faceira” (1931), e desde então consagrou-se como um dos maiores cantores brasileiros. A canção “Chão de estrelas” (1937), feita em parceria com Orestes Barbosa, tornou-se um clássico da MPB.

Sílvio Caldas morou por mais de quatro décadas em Atibaia, onde faleceu aos 89 anos, em 1998. Por onde andava, fazia questão de enaltecer a cidade, o que certamente contribuiu de chamariz para tantos músicos e artistas que vivem e frequentam Atibaia até hoje, nas rodas de samba, choro e seresta.

O coreto Sílvio Caldas, na Praça Aprígio de Toledo (Praça do Mercado), recebeu o nome do artista em sua homenagem e, no início da década de 90, foi instituída a “Semana Sílvio Caldas” por meio da Lei n° 2480.

Programação completa