Coreografa Raquel Trindade, de 79 anos, no SESC Campo Limpo dia 19/11

Raquel Trindade, coreógrafa do Teatro Popular Solano Trindade. Foto: divulgação
Raquel Trindade, coreógrafa do Teatro Popular Solano Trindade. Foto: divulgação

Uma vivência e um bate-papo com a coreografa Raquel Trindade, de 79 anos, fundadora do grupo Teatro Popular Solano Trindade, que desde 1975 mostrando o Maracatu Nação Cambinda, por todo o Brasil, está na programação para idosos do SESC Campo Limpo, no dia 19 de novembro, aberta ao público.

Reconhecido como uma dança de origem “Banto”, onde a figura principal é a mulher representada pela personagem Rainha, a dança representa a coroação dos reis negros que eram escravizados.

Raquel Trindade nasceu em Recife, Pernambuco, foi criada no Rio de Janeiro e hoje vive em São Paulo. Filha do poeta Solano Trindade, fundou em homenagem ao seu pai, o Teatro Popular Solano Trindade, em Embu das Artes, que comemora seus 40 anos em 2015. Assim, mantém viva a herança e o legado do pai que, em 1950, havia criado o Teatro Popular Brasileiro, no Rio de Janeiro, em parceria com Maria Margarida Trindade, sua primeira esposa e mãe de Raquel, e o amigo pesquisador Edison Carneiro.

 Ao longo das quatro décadas de existência, o Teatro Popular Solano Trindade tornou-se referência na preservação e promoção da cultura negra e popular. Hoje, oferece oficinas de dança afro-brasileira, percussão, Hip Hop, dança de salão e dança afro. Também realiza ensaios abertos de Maracatu, Côco de Alagoas e Pernambuco, Samba Lenço Rural Paulista, Cafezal, Lundu Colonial, Jongo Mineiro, Jongo Fluminense, Jongo da Serrinha, Ciranda, Guerreiro de Alagoas e Pernambuco, Bumba Meu Boi, Ritmos dos Orixás, entre outros ritmos da cultura popular brasileira.

SESC Campo Limpo

Rua Nossa Senhora do Bom Conselho, 120, Campo Limpo

email@campolimpo.sescsp.org.br

(11)5510-2700

Grátis