Maria da Penha Silva Franco, artífice da Política Nacional do Idoso, falece no RJ

Maria da Penha da Silva Franco, uma das construtoras da Política Nacional do Idoso e mestra de diferentes gerações que se dedicaram a defender os direitos dos idosos. sendo homenageada no final da 3ª Conferência Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa. Foto: jornal3idade.com.br
Maria da Penha da Silva Franco, uma das construtoras da Política Nacional do Idoso do Brasil, quando foi homenageada ao final da 3ª Conferência Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa, em novembro de 2011. Foto: jornal3idade.com.br

É com muita tristeza que o Jornal da 3a Idade divulga o falecimento, hoje, de Maria da Penha Silva Franco, aos 85 anos, no Rio de Janeiro. A cerimônia de cremação será manhã ás 15 horas, no Memorial do Carmo capela 6, no bairro do Caju. Ela deixa uma filha e o esposo.

Ela foi uma das pessoas mais importantes na construção da Política Nacional do Idoso nos anos 80/90, incansável defensora da Assistência Social, fez a diferença na organização de todas  as conferências nacionais da pessoa idosa e foi mestra de gerações de gerontólogos.

Um pouco da sua história

Maria da Penha Silva Franco nasceu em Vitória, no Espiríto Santo em 14/03 /1934. Formou-se como Assistente Social pela PUC/RJ em 1956 , mesmo lugar onde muitos anos depois voltou a estudar Gerontologia Social. Foi servidora pública de 1962 até 2013.

Participou de todos os governos – Estado da Guanabara e Rio de janeiro em cargos de gestão e foi membro de grupo de trabalho da fusão entre os estados da Guanabara e Rio de Janeiro como coordenadora – 1974 / 1975.

Aposentou-se em 1990 e voltou a trabalhar no governo estadual, desta vez como Coordenadora Regional na Secretaria de Estado do Envelhecimento Saudável e Qualidade de vida.

Funções exercidas: 

Presidente do Centro Brasileiro de Cooperação e Intercambio de Serviços Sociais – CBCISS – por dois mandatos.

Vice-presidente da Associação Nacional de Gerontologia – Ang/ Brasil

Vice-presidente do Conselho Internacional de Bem Estar Social órgão de Assessoria ao Conselho de Desenvolvimento Social da ONU para a América Latina e Caribe- mandato de 8 anos (dois períodos) .

Presidente da 32ª Conferência Internacional de bem-estar social realizada em Brasília – 2006- participação de 44 países.

Membro da Comissão organizadora da 3ª Conferencia Nacional de Defesa da Pessoa Idosa – 2010/2011.

Recebeu moção de reconhecimento pelos serviços prestados a população idosa na assembléia final da 3ª Conferencia Nacional.

Participou de todas as reuniões e Fóruns de Discussão sobre o texto do Estatuto do Idoso.

Emitiu parecer final do texto do Estatuto do Idoso no ano da sua aprovação – 2003

Participou junto com os gestores estaduais da política do idoso e conselhos estaduais da sessão de aprovação do estatuto na câmara federal e foi a 1ª Coordenadora Nacional da Política do Idoso no Ministério de Assistência Social- 2003/2005

No governo do Estado do Rio de Janeiro ocupou desde 2007 a 2013 a Superintendência de Políticas para Pessoa Idosa na Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos

Membro do Conselho Estadual do Idoso exercendo por duas vezes o mandato de vice-presidente e de presidente.

Depoimentos sobre Maria da Penha

Sandra Regina Gomes – SP – Especialista em Gerontologia, Coordenadora da Coordenadoria da Pessoa Idosa da Prefeitura de São Paulo:

Penha, difícil seguir adiante sem você, mas creia que continuaremos na luta pelos direitos da pessoa idosa, como você nos ensinou. Sua trajetória, seu exemplo são legados que ficarão para sempre nas políticas públicas do nosso País. Avante minha querida e descanse em Paz!

Dina Frutuoso- RJ -Especialista em Gerontologia, presidente da Comissão da Pessoa Idosa da Associação Nacional de Imprensa sediada no Rio de Janeiro

Penha foi uma lutadora incansavel pela temática da pessoa idosa. Tivemos muitas divergências, mas conseguimos trabalhar durante os 10 anos em que fui do CEDEPI RJ em prol do envelhecimento, com garra que era a atitude dela. Havia uma curiosidade muito interessante. Penha era vaidosa e gostava muito de bijouterias e presenteava suas auxiliares a cada semestre, pois sempre arrumava espaço para as novidades. Era uma pessoa festeira e animada ,apesar de alguns revezes de saúde. Penha foi por muito tempo a ligação, para eventos e tudo que envolvia a pessoa idosa. Seu foco permanente! Bom e merecido descanso nossa PENHA!