A Vacinação Contra Gripe começará para as pessoas idosas em 11 de maio, na 2ª fase

 

A partir do dia 11 de maio será a vez das pessoas idosas tomarem a vacina contra gripe, na segunda fase da campanha nacional contra a Influenza 2021.

O Ministério da Saúde e as secretarias estaduais e municipais de saúde começam hoje, 12/4, a primeira fase, que é destinada aos trabalhadores da Saúde, indígenas, gestantes, puérperas (mulheres com até 45 dias após o parto) e crianças com idade a partir de 6 meses até cinco anos completos.

Os médicos estão orientando para que as pessoas idosas que estiverem perto de serem vacinadas contra a COVID-19, devam esperar para receber a da gripe. No momento tomar a vacina contra a COVID-19 é mais importante e deve ser a prioridade, pois, a doença está acontecendo com mais propagação e com maior chance de gravidade.

A recomendação dos profissionais de saúde é respeitar o intervalo de 14 dias entre a duas vacinas. Assim, uma pessoa que tomou a primeira dose de CoronaVac e foi orientada a aplicar a segunda em 28 dias pode tomar a da gripe no intervalo entre doses. Entretanto, alguns municípios fazem o intervalo de três semanas entre as doses, inviabilizando esse esquema.

Números de São Paulo

No Estado de SP o grupo da primeira fase totaliza 5,5 milhões de pessoas que poderão ser vacinadas até o dia 10 de maio. Junto com os idosos na segunda fase, serão vacinados, a partir do dia 11 de maio, os professores das redes pública e privada, que somam mais 7,8 milhões de pessoas.

A terceira etapa  começa em 9 de junho, 5,1 milhões pessoas com comorbidades e com deficiência (física, auditiva, visual, intelectual e mental ou múltipla); caminhoneiros, trabalhadores portuários e de transporte coletivo; profissionais das forças armadas, de segurança e salvamento e funcionários do sistema prisional; população privada de liberdade e jovens e adolescentes sob medidas socioeducativas.

Seguindo a legislação, deverão ser priorizados nas salas vacinais as pessoas idosas com mais de 80 anos e haverá triagem diferenciada e orientações para quem apresentar sintomas respiratórios.