A atriz aposentada Neide Duque, eleita pela ZL, tomou posse ontem como presidente do GCMI

Neide Duque da Silva, moradora da Vila dos Idosos, a que teve mais votos na Zona Leste, é anova presidente do GCMI para o biênio 2021-2023. Foto: jornal3idade.com.br
Neide Duque da Silva, moradora da Vila dos Idosos, a que teve mais votos na Zona Leste, é a nova presidente do GCMI para o biênio 2021-2023. Foto: jornal3idade.com.br

A atriz e produtora cultural aposentada, Neide Duque da Silva,  que nos anos 60 trabalhou em espetáculos importantes como O Balcão, Missa Leiga, em montagens da Cia Ruth Escobar, de quem era secretária e com quem viajou por vários Estados e para o Exterior, tomou posse ontem como presidente do GCMI- Grande Conselho Municipal do Idoso de São Paulo.

Ativista de vários movimentos sociais, é no GARMIC- Grupo de Articulação para Conquista de Moradia de Idosos na Capital, um braço do Movimento de Moradia de SP, onde está há 21 anos, a sua maior representação. Moradora da Vila dos Idosos da Prefeitura de SP, no bairro do Pari, ela é responsável pela distribuição do leite e das cestas básicas doadas pelo município aos moradores. Veterana no GCMI, dando início agora a quinta gestão como conselheira, ela tem muitos planos para o biênio 2021-2023.

Para saber quais são eles e como ela pretende trabalhar com os demais 43 conselheiros eleitos (leia a relação de todos) o Jornal da 3ª Idade conversou com Neide Duque.

Neide Duque no palco, em cena, na peça O Balcão, de texto de Jean Genet, era ambientado em um bordel frequentado por políticos, policiais, juízes e padres, que na adaptação do argentino Victor García, radicado em Paris, servia de metáfora para os bastidores da ditadura brasileira. O Balcão estreou em novembro de 1969 e virou lenda no teatro brasileiro, por criar uma nova forma de se ver teatro. Foto: arquivo pessoal/ND

Jornal da 3ª Idade – Quais são as expectativas que a senhora tem em relação à nova gestão do GCMI que estará sob a sua presidência até junho de 2023?

Neide Duque, nova presidente do GCMI até 2023– Minha candidatura foi pautada em cima de lutas principais, que considero prioritários e pelos quais pretendo continuar trabalhando na presidência: 1) a construção de Vila dos Idosos, nas 32 subprefeituras de São Paulo, incluindo locação social para idosos que ganhem até três salários mínimos; 2) propor a ampliação do Programa de Acompanhamento de Idosos- PAI em ILPI, Grau 3, visto que temos somente uma na cidade, no bairro do Canindé; 3) Incluir a prevenção de quedas para que seja implantada como política pública; 4 propor a implantação do prontuário eletrônico em todas as UBS, para os serviços de atendimento da população idosa sejam mais eficientes e 5) Propor a expansão do Serviço de Alimentação Domiciliar. Atualmente somente 180 idosos do Centro recebem esse atendimento e são muitos os idosos que necessitam dele.

Jornal da 3ª Idade – São inúmeras as necessidades de melhoria nos serviços e no atendimento aos idosos da maior cidade do país. Quais são as tarefas imediatas que a senhora acredita que deverão ser prioridade dos novos conselheiros, que vão representar quase 2 milhões de pessoas idosas?

Neide Duque, nova presidente do GCMI até 2023 – Entendo que o Conselho deve atuar da forma mais participativa possível, mas também acredito que existem questões que precisam de desempenho imediato. O acompanhamento das audiências públicas, da Lei de Diretrizes Orçamentárias, na Câmara Municipal de SP e do Plano Plurianual. O Orçamento tem sido muito ingrato com os idosos e muitas vezes contrário aos nossos interesses. Precisamos dar continuidade a luta de reconquistar o direito adquirido dos idosos da gratuidade ao bilhete único e demais transportes. Essa já tinha sido uma conquista do GCMI, que temos que retomar. Proponho uma aproximação maior com a Coordenadoria do Idoso da Prefeitura. Precisamos fazer mais divulgação das ações do GCMI nos meios de comunicação, para que os idosos em geral conheçam o trabalho do GCMI e se interessem em participar das assembleias mensais.

Discurso de posse de Neide Duque (incluído depois)

Leia também:

Executiva do GCMI, para o biênio 2021-2023, terá somente mulheres nos cargos

Conheça todos os conselheiros da Gestão 2021-2023