NCI D.Helder Câmara, na Zona Sul, tem vagas nas suas atividades

Faixada da sede do NCI Dom Helder Câmara. Foto: HB/Jornal da 3ª Idade
Faixada da sede do NCI Dom Helder Câmara. Foto: HB/Jornal da 3ª Idade
Faixada da sede do NCI Dom Helder Câmara. Foto: HB/Jornal da 3ª Idade

A Prefeitura de São Paulo mantém, através da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, uma série de serviços e programas para pessoas com mais de 60 anos.

Na chamada Rede de Proteção aos Idosos- como esse trabalho é denominado pelos profissionais da Secretaria- o maior número de atendimentos estão nos NCI- Núcleos de Convivência do Idoso que se espalham pela cidade oferecendo atividades socioeducativas para os moradores das regiões ao seu entorno.

São 96 núcleos na cidade de São Paulo que, segundo a Prefeitura, atendem mais de 12 mil pessoas. Vários deles são conveniados com entidades sociais que assumem a gestão do espaço.

Profissionais que atuam no NCI D.Helder Câmara.Foto: HB/Jornal da 3ª Idade
Profissionais que atuam no NCI D.Helder Câmara.Foto: HB/Jornal da 3ª Idade

Conversar com seus frequentadores é retratar um pouco das necessidades e dos anseios dos idosos do bairro e região, saber como eles sentem as mudanças que se dão nos seus bairros e o que esperam do próprio serviço de que são usuários.

A partir dessa visita feita ao NCI Dom Helder Câmara, o Jornal da 3ª Idade vai visitar todos os NCI da cidade e mostrar o seu trabalho com os idosos.

NCI Dom Helder Câmara

O nome que batiza esse Núcleo de Convivência do Idoso, no bairro já deve ser uma referência no trabalho de acolhimento e bom relacionamento entre as pessoas. Afinal D. Helder Câmara foi muito mais que um bispo da igreja católica, que atuou como arcebispo emérito de Olinda e Recife e fundou a CNBB- Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. Foi uma pessoa que realmente acreditava na possibilidade na convivência das pessoas, nos programas sociais públicos e na obrigação dos governos em propiciarem meios para isso.

Maria Vilma Valentim que é usuária há 2 anos.Foto: HB/Jornal da 3ª Idade
Maria Vilma Valentim que é usuária há 2 anos.Foto: HB/Jornal da 3ª Idade

O NCI D. Helder Câmara é conveniado com a organização social COR-Centro de Orientação à Família fundada por Nair Salgado e um grupo pertencente à Legião de Maria, uma associação de leigos da igreja católica. A verba é dada pela Prefeitura de São Paulo e a COR administra.

O NCI está atualmente atendendo na Rua Jureia, 522, numa travessa da Rua Luiz Góes, no bairro da Chácara Inglesa, na divisa dos distritos da Saúde e da Vila Mariana. É o terceiro endereço do NCI, desde que começou há 13 anos, na gestão da Prefeita Marta Suplicy. A localização atual, segundo vários usuários, comprometeu um pouco o trabalho de atrair mais pessoas, pois está numa ladeira íngreme. Vários dos frequentadores vão com seus próprios carros, ou taxi ou dependem da colaboração dos filhos, o que reflete a mudança de perfil do bairro na última década.

Lygia Viggiani Monteiro usuária há 8 anos. Foto: HB/Jornal da 3ª Idade
Lygia Viggiani Monteiro usuária há 8 anos. Foto: HB/Jornal da 3ª Idade

A programação é para um atendimento de 120 usuários/dia, sendo 60 pela manhã e 60 no período da tarde, mas como em todo trabalho com idosos não é possível fazer uma planilha rígida. Muitas vezes tem mais pessoas na parte da tarde do que na manhã, mas como são muitas atividades os funcionários e voluntários conseguem equilibrar o atendimento. Existem vagas para várias atividades.

Atualmente o NCI D. Helder Câmara tem 400 idosos cadastrados, mas o maior desafio da administração é conseguir cumprir a cota estabelecida pela Prefeitura de atender 50% de usuários que tenham perfil de vulnerabilidade, aqueles que estão sozinhos em casa e que precisam do estimulo da socialização- independente da condição social- ou aqueles que sobrevivem de pensões de programas sociais, como BPC- Benefício de Prestação Continuada.

A Prefeitura determina que a metade dos nossos atendimentos seja destinada para idosos beneficiados por programas sociais ou mesmo pessoas que mesmo com garantia de sustento esteja por outros motivos em situação de vulnerabilidade. Temos técnicas responsáveis por fazer as visitas no bairro, temos uma assistente social e uma psicóloga, mas não é fácil, porque existe muita resistência dos mais antigos, explicou a gerente do NCI, D. Helder Câmara, Vanessa Monteiro.

Zilda Veríssimo dos Santos frequenta o NCI há 3 anos. Foto: Jornal da 3ª Idade
Zilda Veríssimo dos Santos frequenta o NCI há 3 anos. Foto: Jornal da 3ª Idade

Como na maioria dos atendimentos para idosos as mulheres estão em maior número.

O perfil do bairro mudou muito nos últimos anos, mas ainda temos entre a população idosa muitos orientais, pois antigamente era uma região de forte frequência de japoneses. Antes era um bairro de casas e hoje poucas sobreviveram a especulação imobiliária que trouxe grandes prédios. Existem vilas no estilo da construção antiga, aonde estão grande parte dos usuários que precisamos atrair, disse a gerente que mora do outro lado da cidade.

Lygia Viggiani Monteiro – de 79 anos, 1 filho, 1 neta e 1 bisneta – é moradora do bairro e frequenta há oito anos o NCI. Ela diz que gosta muito, que é uma atividade muito importante na sua vida. Ela comenta que a maioria da vizinhança veio de outros bairros e hoje é mais jovem.

Zilda Veríssimo dos Santos – 62 anos, 4 filhos e 3 netos- é frequentadora há 3 anos e diz que as atividades variadas e o carinho dos professores passaram a fazer parte da sua vida.

Maria Vilma Moraes Valentin, de 61 anos, está no NCI há dois anos. Ela não tem filhos e por isso tem mais tempo para fazer várias atividades.

Turma das aulas de capoeira e maculele. Foto: Jornal da 3ª Idade
Turma das aulas de capoeira e maculelê da Profª Vanessa. Foto: Jornal da 3ª Idade

Programação de setembro de 2015

16/9 às 14h30m  cinema livre: Pactch Adams: o amor é contagioso

18/9 às 13h30m  cinema livre: Philomena- baseado em uma incrível história real

23/9 às 13h30m início de nova oficina de Melhora na Postura que será permantente as 4as feiras

25/9 às 13h30m  palestra:Jin Shin Jyutsu- Wallace Pinheiro

29/9 às 14h  aniversariantes do mês

Aulas de dança da Profª Maria Antônia Ribeiro Bianco. Foto: Jornal da 3ª Idade
Aula de dança da Profª Maria Antônia Ribeiro Bianco. Foto: HB/ Jornal da 3ª Idade
Programação permanente (é só clicar na foto que ela aumenta)RELAÇÃO NOMINAL DOS ATENTIDOS

NCI- Dom Helder Câmara – Rua Jureia, 522, no bairro da Chácara Ingles Fone: 11-5589-5070             e-mail: domhelder@corfamilia.org.