Defensoria Pública de SP e EACH-USP fazem seminário “Velhice, nem sintoma, nem doença”

Um seminário e uma campanha com o tema Velhice, nem sintoma, nem doença serão lançados na quarta-feira, 1º de dezembro, numa ação conjunta do Núcleo Especializado dos Direitos da Pessoa Idosa e da Pessoa com Deficiência, a Escola da Defensoria Pública do Estado e o grupo de estagiários de gerontologia da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo.

Os alunos da EACH/USP realizam estágio curricular no Núcleo Especializado dos Direitos da Pessoa Idosa e da Pessoa com Deficiência, através de cooperação com a Defensoria Pública do Estado de São Paulo, que teve início em 2014 e ocorre, desde então, semestralmente. O estágio tem a supervisão da Profa. Bibiana Graeff.

A programação do seminário que contará com as seguintes palestras: Velhice, definição e caracterização com o Prof. Alexandre da Silva às 9h20; Aumento da idade que define idoso no Brasil? Análise do Projeto de Lei 5383/19 com psicanalista Delia Catullo Goldfarb às 10h; Efeitos previdenciários da classificação de velhice como doença na CID-11 com Délia Goldfarb, Prof. Marcus Orione às 10h40; e a Luta pela não inserção de velhice como sintoma/doença na CID-11 às 11h20. O encerramento acontecerá às 12h.

Canal da Defensoria Pública no Youtube