Fechamento da Vetus 2, atesta aumento dos crimes à pessoa idosa e fixa calendário anual

Fechamento da Operação Vetus 2, de 2021, que combateu a violência contra idosos, coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, Foto: site da Polícia Civil do Ceará.
Fechamento da Operação Vetus 2, de 2021, que combateu a violência contra idosos, coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública. Foto: Polícia Civil do Ceará.

Na última quinta-feira, 16/12, delegados e delegadas, da polícia de todo o país, estiveram reunidos em Brasília, para discutir o fechamento da Operação Vetus 2, de combate à violência contra idosos, coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, deflagrada em 15 de novembro passado.

O evento, coordenado pela SEOPI, a Secretaria de Operações Integradas,  cujo foco é a integração das forças policiais no combate ao crime organizado, contou com a presença da Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, do Ouvidor Nacional, Fernando César Pereira Ferreira e da representante do CNDI- Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa, Eunice Alves.

Dra. Isilda Cristina Vidoeira, Delegada de Polícia Titular da Delegacia de Polícia de Proteção ao Idoso, no bairro de Perdizes, na Zona Oeste da Capital, em SP, que representou as operações paulistas, em Brasília.

A Operação Vetus foi criada pelo governo federal para investigar crimes contra as pessoas idosas, denunciados através do Disque 100. Na primeira fase, Vetus 1, em 2020, apurou 13.950 denúncias e resultou na prisão de mais de 590 agressores em todo o país. Na segunda fase, na Vetus 2, deflagrada no último dia 15 de outubro, teve aumento de 18% no número de denúncias atendidas, se comparado à 1ª fase e prendeu só no primeiro mês 444 agressores.

A ação nacional, realizada pelas polícias civil e militar em 25 estados e no Distrito Federal, atendeu 17.250 vítimas, em 2021, com 16.479 visitas a idosos ou instituições. Também aumentou o número de municípios participantes, com 2.399 envolvidos, sendo 1.410, no ano passado.

Delegada de Polícia Titular da Delegacia de Polícia de Proteção ao Idoso, Isilda Cristina Vidoeira, no bairro de Perdizes, na Zona Oeste da Capital, foi quem esteve na reunião, representando, pela segunda vez, as ações paulistas na Operação Vetus.