13ª Caminhada Contra Violência a Pessoa Idosa, pelas ruas de São Paulo

A Marcha realizada em 17 de junho de 2013. Foto: jornal3idade.com.br

A Caminhada ou Marcha (como era chamada no começo), que anualmente reúne representantes de entidades de defesa dos idosos de São Paulo, para lembrar o Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa, terá sua concentração, a partir das 9 horas, no Pateo do Collegio, no centro histórico da capital.

É a 13ª vez que ela é organizada, embora nos dois últimos anos (2020/2021) tenha sido realizada no formato virtual, em função da necessidade de isolamento da pandemia da COVID 19.

Idealizada pelo GARMIC-Grupo de Articulação para Moradia de Idosos da Capital, coordenado por Olga Quiroga e pela Associação dos Bancários Aposentados do Estado de São Paulo, quando era presidida pela saudosa Glória Abdo, a manifestação percorre as principais ruas do Centro chamando a atenção da população para as várias formas de violência que passam os cidadãos mais velhos.

A questão da falta de moradia para os idosos, que todos os anos é destacada, inclusive fazendo da porta do CDHU- Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo, uma das estações de parada da Caminhada, certamente dessa vez será mais enfática. Estima-se que devido ao aumento da população em Situação de Rua, mais de 3 mil pessoas com 60 anos ou mais estejam nessas condições.