Exposição fotográfica mostra vivências de idosos em ILPI do Ceará até 31/7

A exposição fotográfica “Memórias de Permanência”, que ficará em exibição até o dia 30 de julho de 2022, no saguão do prédio dos Centros de Apoio, na avenida Antônio Sales, 1740, no bairro Dionísio Torres, mostra o cotidiano das vivências de idosos, em Instituições de Longa Permanência do Ceará (ILPI).

A organização foi do Ministério Público do Ceará (MPCE), por intermédio do Centro de Apoio Operacional da Cidadania (Caocidadania), em parceria com a Associação Cearense Pró-Idosos (ACEPI). A iniciativa faz parte das atividades para lembrar o Dia Mundial da Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa, determinado pela ONU para ser anualmente lembrado em 15 de junho.

Na quarta-feira passada, na data exata da efeméride, o Caocidadania realizou o seminário Política da Pessoa Idosa, Gestão de ILPIs e boas práticas, no mesmo local.

Para o promotor de Justiça e coordenador-auxiliar do Caocidadania, Alexandre Alcântara, a exposição é um marco importante e feliz para todos que militam na defesa da pessoa idosa, pensando no enfrentamento a maus-tratos. 

“Temos que mudar o imaginário coletivo que as pessoas têm dessas instituições de acolhimento ao idoso, porque os abrigos podem ser, sim, um lugar de respeito, dignidade, bem-estar e de cidadania”, declarou o promotor.

Exposição “Memórias da Permanência”. Foto: Secom/MPCE