Waldomira de Paula será suplente da Zona Leste, na gestão 2016-2018

Waldomira de Paula,conselheira suplente por Itaquera,no GCMI. Foto: Jornal da 3a Idade
Waldomira de Paula,conselheira suplente por Itaquera,no GCMI. Foto: Jornal da 3a Idade
Waldomira de Paula,conselheira suplente por Itaquera,no GCMI. Foto: Jornal da 3a Idade

Waldomira de Paula está contente: aos 77 anos ela e o marido serão avós, em breve, pela primeira vez, apesar de terem três filhos.

Paula, como ela gosta de ser chamada, já foi conselheira em duas gestões anteriores, sempre com os votos de Itaquera.

É uma conselheira presente nas reuniões e assembleia e esteve nas últimas conferências municipais, estaduais e nacional.

Jornal da 3ª Idade A senhora, que já tem experiência com as gestões anteriores, o que aponta como maior dificuldade do GCMI para ser mais conhecido?

Paula– Os conselheiros têm que se comportar de uma maneira diferente. Eles têm que participar, trazer as questões da sua região. Só assim o conselho ficará sabendo do que acontece em toda a cidade para criar um plano de trabalho. Ocorre que muitos idosos acham que basta ter sido eleito e aparecer no dia da reunião. Não traz informação, não sabe que o que realmente está acontecendo na sua região porque não circula nos grupos.

Jornal da 3ª Idade– A senhora recebeu votos de uma das regiões mais carentes da cidade que é Itaquera. Quais são as bandeiras de luta que a senhora pretende defender dentro do GCMI?

Paula– Em Itaquera tudo está difícil. É um pedaço abandonado da cidade. Falta moradia para os idosos e principalmente atendimento de saúde. O Hospital Waldomiro de Lima, que é o único que temos em Itaquera para nos atender. Ele está caindo aos pedaços. Nós fizemos uma luta para conseguir recursos e saiu uma verba para ele há 2 anos e até gora ninguém sabe de melhorias. Dizem que a verba sumiu. Eu estou precisando de uma consulta para o ouvido e estou esperando há 4 anos. E olha que sou conselheira, que conheço meus direitos e sei aonde correr atrás. E aquele idoso que está precisando, que não tem informação? Para ele só existe não.

Jornal da 3ª Idade– Outras conselheiras eleitas por Itaquera afirmaram que é somente com as UBS e as Amas que as pessoas podem contar? A senhora concorda?

Paula Não, porque se por um lado elas atendem, elas também nunca têm remédio para dar. O atendimento de saúde não está bom em Itaquera.

matérias relacionadas :
Quem são os Conselheiros que vão defender os direitos dos idosos de São Paulo até 2018
Conselho Municipal do Idoso de São Paulo tem nova Executiva 2016-2018